O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O consumismo e seus impactos ambientais

Com o advento do capitalismo e a Revolução Industrial, a sociedade consolidou o seu poder de compra. Entretanto, sobretudo no Brasil, observa-se um consumo exacerbado proveniente da população, um hábito que contraria a preservação ambiental. Desse modo, percebe-se que a problematica é intensificada devido à atuação das mídias e que, consequentemente, contribui para a massiva produção de lixo.


A princípio, é indubitável que o ato de comprar, desde a introdução das primeiras indústrias, tornou-se parte da vida de muitas pessoas, ainda mais quando a mídia colabora com isso. De fato, os comerciais influenciam bastante as escolhas dos consumidores, como o caso de grandes instituições como a Nike, McDonald's e empresas de aparelhos eletrônicos que utilizam dos meios de comunicações para instigar os indivíduos a comprarem os produtos. Dessa forma, muitas pessoas acabam comprando cada vez mais em virtude da esfera social e consumista em que estão inseridas, mesmo quando não necessitam de novas mercadorias. Nesse sentido, é imprescindível que haja medidas que mitiguem a influência negativa de propagandas na sociedade brasileira.


Por conseguinte, é válido salientar que o consumismo está intimamente relacionado com a geração de lixo. Deveras, diferente de países como a Suécia, que praticam o desenvolvimento sustentável e controlam a produção de resíduos, o Brasil ainda não conteve os lixos gerados do consumo excessivo. Nessa perspectiva, o corriqueiro ato de comprar e descartar causa sérias consequências ambientais no país, à medida que o consumo vem sendo mais priorizado que a preservação do meio ambiente. Assim, o impasse persistirá enquanto não houver um consumo consciente.


Fica evidente, portanto, a necessidade de políticas para combater o consumismo no Brasil. Para isso, cabe aos Ministérios da Educação e do Meio Ambiente, em parceria com os meios de comunicação - redes sociais e de televisão -, promover campanhas socioeducativas sobre como e o porquê de consumir de forma consciente, a fim de que, através dos meios que inicialmente seriam para promover o consumismo, a população consiga ser orientada sobre o consumo adequado e sustentável. Somente assim, haverá uma relação saudável entre o poder de compra e o meio ambiente.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!