O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O consumismo e seus impactos ambientais

Longas filas de consumidores são formadas todos os anos em frente as lojas da Apple de todo o mundo para compra de novos modelos de "Iphones". O consumo exagerado por diversos produtos tem desdobramento ambiental. É necessário, portanto, que se torne a punição a esses crimes mais rigorosas e que se eduque a população no sentindo de proteger o meio ambiente.


Em primeiro lugar, vale destacar que o consumo exagerado de produtos eletrônicos gera poluição do solo. No Brasil, não há descarte correto desses produtos, visto que são jogados no lixo comum e posteriormente nos lixões a céu aberto e aterros sanitários poluindo o lençol freático. Desse modo, é inadmissível que em terras tupiniquim ainda não aja políticas rigorosas frente ao problema.


Outrossim, a obsolência programada estimula o consumo, devido a redução da vida útil dos produtos e novas tecnologias impostas em novos produtos, além de aumentar o consumo de matéria-prima visando a produção e lucro. De acordo com G1, a viscose é uma fibra artificial, mas é feita de celulose e exige a derrubada de 70 milhões de árvores todo ano. Nessa perspectiva, é visível que a busca por recursos naturais para gerar lucro é mais importante que a preservação do meio ambiente.


Portanto, expostos os fatos, cabe ao Governo aliar-se com o Ministério do Meio Ambiente e criar a Lei de Proteção Ambiental, que visa punir de maneira rigorosa empresas que destruirem a fauna e flora de qualquer local do país, com multa de até 40 por cento do valor da empresa, além do Ministério da Educação e Ciência, adicionar na grade escolar das escolas públicas e privadas matérias como: desenvolvimento sustentável e a importância do meio ambiente. Desse modo, os impactos ambientais causado pelo consumismo podem diminuir.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!