O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O consumismo e seus impactos ambientais

Relação unilateral


No atual cenário mundial a prática do consumo exacerbado confere mote a inúmeros problemas ambientais, cuja causa motriz é o estimulo ao consumo desequilibrado atrelado a falta de consciência dos indivíduos, ao passo que tanto a exploração dos recursos naturais pelas indústrias, quanto o descarte inadequado dos resíduos provocam danos inclusive irreversíveis ao planeta.


A necessidade da compra como forma de sustentação do sistema capitalista estimula o comportamento compulsivo, juntamente com sua prática inconsciente por parte da sociedade. Nesse sentido, no decorrer do século XX as empresas desenvolveram o advento da publicidade baseando-a nos desejos dos indivíduos, logo o foco deixou de ser a utilidade e passou a ser um valor irreal, por vazes atrelado ao status que o produto confere, este fenômeno o sociólogo Carl Marx conceituou como fetichismo da mercadoria. Com efeito, na contemporaneidade, notável aumento no consumo visto que os mecanismos da publicidade se desenvolveram e a criticidade do consumidor, em geral, permanece à mercê da propaganda.


Em segunda análise, é notório que a ampliação da aquisição de produtos influência diretamente no processo de deterioração ambiental, visto que a matéria prima provém da natureza e o lixo muitas vezes retorna a ela sem devidas precauções. Portanto, em função da demanda da produção industrial, aumenta-se também a exploração dos recursos naturais, este processo em si já configura degradação, porém, ainda se mostra historicamente marcado por desastres como os vazamentos de petróleo em alto mar, desmatamento de florestas, destruição de biomas, contaminação de rios por rejeitos de mineração como a que ocorreu no Brasil, entre outras inúmeras ocorrências noticiadas recorrentemente pela mídia. Posteriormente, depara-se com descartes muitas vezes feito de maneiras irresponsáveis como se observa no poluição do rio Tietê no Brasil, vários rios chineses, rio Ganges na Índia e nos Oceanos. Desta maneira, pode-se inferir que a própria vida humana no planeta pode ser comprometida caso não sejam tomadas medidas cabíveis para racionalizar a relação entre homem, produção e natureza.


Como se vê, medidas são necessárias para assegurar a preservação dos recursos ambientais, portanto é provada a necessidade da ação iminente do Estado e das escolas. Ao Estado, cabe assegurar o cumprimento das leis ambientais através da ampliação da fiscalização, e punição das instituições irregulares para garantir o exercício do código ambiental. Por parte das escolas, faz-se necessário educar os alunos sobre o consumismo por meio do estudo do fenômeno e suas consequências, a fim de garantir que as próximas gerações sejam cada vez mais conscientes sobre a relação do homem com a natureza.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!