O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O avanço do e-commerce no Brasil

 Promulgada pela Organização das Nações Unidas, em 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) garante a todos os indivíduos o direito de livre circulação e de bem-estar social. Entretanto, devido ao período de pandemia provocada pelo “Covid-19”, a população encontra-se submetida às limitações impostas pelo governo brasileiro, tendo suas seguridades prejudicadas. Nesse sentido, o e-commerce surge como remediador para as pessoas, porém, conduz problemas relacionados ao transporte de mercadorias.


 Primeiramente, o avanço do e-commerce é de grande importância para a população, pois ele é responsável por aliar o consumo das necessidades com o conforto de casa. Como resultado, tem-se um aumento de quase 50% nas compras online no primeiro semestre de 2020, segundo dados da Webshoppers. Devido isso, torna-se perceptível a participação ativa do brasileiro nas compras feitas pela internet, seja de bens matérias ou de consumo do dia a dia; e, visando esse ponto, diversas lojas virtuais realizam promoções constantes para atrair consumidores, bem como, impulsionar suas vendas nesse período. Por fim, a praticidade e a variedade tornam-se extremamente importantes para os consumidores, sendo responsáveis pelo grande desenvolvimento do e-commerce brasileiro.


 Por outro lado, apesar dos pontos positivos das compras realizadas pela internet, o transporte dessas mercadorias ainda é um grave problema. A priori, o Brasil é limitado ao transporte rodoviário, desenvolvido, principalmente, pelo ex-presidente Juscelino Kubitschek; além disso, os serviços de entrega para as regiões Norte e Nordeste são caros e demorados, tornando, muitas vezes, inviáveis as compras. Por fim, é necessário medidas que igualem a população de todo o Brasil, para que todos possam usufruir do e-commerce. Como dito pela lei da inércia do físico Isaac Newton, “Um corpo tende a permanecer em seu estado até que uma força atue sobre ele.”


 Fica evidente, portanto, a necessidade de aplicar uma força que busque melhorar as entregas do e-commerce brasileiro. Em virtude disso, urge que o Governo Federal, em parceria com as principais lojas online, desenvolva um programa de otimização e barateamento de remessas, por meio do desenvolvimento de centros de distribuição nas principais capitais do Norte e Nordeste. Dessa forma, aproximaria o consumidor de seu produto, uma vez que isso viabilizaria o frete para essas regiões. Com isso, seria possível impulsionar as compras na internet e garantir, de forma mais completa, as seguridades presentes na DUDH durante a pandemia.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!