ENTRAR NA PLATAFORMA
O aumento do trabalho informal no Brasil

De acordo com a obra de arte “O grito”, do pintor norueguês Edvard Much, que demonstra um indivíduo em situação de pânico, ela pode ser aplicada no aumento do trabalho informal no Brasil, visto que muitas pessoas estão ficando desesperadas com o alto índice de desemprego no país, e por consequência disso, vêm optando por trabalhos que não possuem contratos formais. Assim, dentre os fatores, os quais contribuem para essa realidade, destacam-se o capitalismo e a ausência de oportunidades para o ingresso no mercado de trabalho.
Em primeira análise, nota-se que, a mentalidade capitalista está muito presente na consciência de vários empregadores, pois a maioria deles se importam mais com a produtividade e o lucro dos serviços prestados do que com os direitos trabalhistas, os quais devem ser garantidos pelos trabalhadores. Dessa maneira, percebe-se que os patrões (as) não desejam contratar pessoas com carteira assinada, porque além de não quererem oferecer segurança por meio da garantia de benefícios, eles ainda pretendem não ter o trabalho de adaptar em boas condições, os ambientes dos serviços realizados pelos seus funcionários. Desse modo, em relação a esse contexto, ele pode ser relacionado com a afirmação da filósofa francesa Simone de Beauvoir, “O mais escandalosos dos escândalos é que nos habituamos a eles”, pois enquanto os seres humanos se habituam a essa mentalidade, o número do índice do trabalho informal só tende a crescer no Brasil.
Em segundo plano, observa-se a falta de oportunidades para se ingressar no mercado de trabalho, que também contribui para o aumento de serviços sem contratos formais. Dessa forma, além de isso ocorre pelo fato de ainda existir pessoas com baixo nível de escolaridade, há muitas outras que não possuem boas condições financeiras para pagar determinados cursos, a fim de agregá-los em seus currículos para a conquista de vagas no mercado. Assim sendo, se assemelhando a esse cenário antiético, segundo um artigo da Constituição Federal Cidadã de 1988, independente da etnia, gênero, classe social e outras diferentes características, todos os cidadãos devem possuir as mesmas oportunidades para viverem em sociedade, uma vez que, nenhum indivíduo deve ser mais beneficiado do que o outro.
Portanto, para que não haja mais um aumento do trabalho informal no Brasil, além de ser preciso que as pessoas se conscientizem sobre a mentalidade capitalista, é necessário que o governo federal crie políticas públicas, para que ambas possam desenvolverem outros programas de preparação e inserção no mercado de trabalho, por meio de entrevistas feitas a diversos cidadãos, a fim de conseguirem sugestões das áreas que eles desejam ocupar. Assim, espera-se que, grande parte da população consiga adquirir trabalhos com carteiras assinadas

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde