ENTRAR NA PLATAFORMA
O aumento da expectativa de vida como desafio no Brasil

A Revolução Industrial proporcionou a entrada das mulheres no mercado de trabalho, deixando-a mais atarefada. Posteriormente, no final do século XX, com a disseminação dos métodos contraceptivos, como a pílula do dia seguinte, a camisinha, o anticoncepcional e o DIU, a taxa de fecundidade diminuiu. Além disso, atualmente, o tempo de vida das pessoas está aumentando, segundo o IBGE, em 2016, subiu para 75,8. Ao analisarmos, percebemos que com a população envelhecendo, vivendo mais e com a natalidade decrescendo, o crescimento da expectativa de vida é problema para o Brasil, pois prejudica as áreas da economia e da saúde.


A princípio, com mais idosos e menos jovens na sociedade brasileira resulta em maior quantidade de aposentadorias a serem pagas e em menos INSS pagos pelos trabalhadores. Ou seja, isso agrava a crise que a Previdência Social está passando desde 2011, pois precisa pagar para mais gente e durante mais tempo. Dessa maneira, com a extensão da população inativa, isto é, pessoas que não estão inseridas no mercado de trabalho, as chances de uma possível prosperidade econômica do Brasil diminuem.


Sob esse viés, outro transtorno que surge com a ampliação da expectativa de vida dos brasileiros são os gastos com a saúde pública. De acordo com médicos especialistas, indivíduos de idades mais avançadas possuem maior tendência a serem vítimas de doenças cardiovasculares, osteoporose, diabetes, AVC e hipertensão. Por conseguinte, as despesas da área medicinal crescem.


Portanto, medidas são imprescindíveis para resolver o impasse. O Poder Executivo deve fazer uma nova proposta sobre a Previdência Social, abrangendo todas as classes sociais, de modo justo e sem privilégios, a fim de solucionar o desequilíbrio econômico pelo qual vem passando. Ademais, é fundamental que o Ministério da Saúde promova campanhas sobre os benefícios da educação física e de uma alimentação saudável, por meio de mídias sociais, com o intuito de incentivar a população a cuidar da vitalidade, desde jovens, evitando futuramente altos custos com a saúde, pois estará prevenindo enfermidades comuns na terceira idade. Dessa forma, a melhora da expectativa de vida dos brasileiros não causará maiores infortúnios.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde