O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O agronegócio como ameaça ao meio ambiente

Na década de 30, a política era comandada por cafeicultores paulistas e leiteiros mineiros, a chamada "política do café com leite", e, como consequência de um aumento na demanda desses produtos, foram necessários abrir caminhos para plantação e o pasto, culminando na devastação da mata atlântica. Atualmente, o governo, aliado a setores do agronegócio, negligencia as questões ambientais, e, a pouca instrução ecológica dos pequenos agricultores ocasionam consequências ao meio ambiente.


A priori, o atual governo não está se importando com o meio ambiente. Consoante o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o desmatamento na Amazônia aumentou cerca de 268% em julho de 2019, ademais, conforme o jornal Estadão destaca, em 2019, o governo cortou 95% da verba para o meio ambiente e demitiu o diretor do INPE. Isso é muito prejudicial à natureza, pois isso dá margem para que a fiscalização de queimadas ilegais - como as feitas por grileiros para aumentar sua área de produção nas terras do Estado - se fragilize. Logo, é inadmissível que o chefe do poder executivo promova esse tipo de discurso antiambientalista em prol de uma classe que domina a matriz econômica nacional, como é o caso da bancada ruralista.


Além disso, a pouca instrução dos pequenos agricultores também permite que haja impactos na natureza. No documentário chamado "Cowspiracy", mostrou um trecho no qual muito dos pequenos produtores irrigavam a plantação simplesmente deixando a água escorrer pela superfície do solo. Isso demonstra a urgência em tratar do problema, pois isso também ocasiona a crise hídrica em muitos municípios, já que 70% da água no Brasil é usada para a agricultura, e, destes, 45% é desperdiçada na agricultura, de acordo com o jornal Gazeta do Povo. Destarte, é necessário ajuda de ONGs para tratar desse problema para os produtores mais pobres.


Portanto, a sociedade deve coibir o descaso do governo, por meio do site e-Cidadania, demonstrando sua insatisfação com os cortes e com a indicação de membros da bancada ruralista para os ministérios, com o fito de desmotivar queimadas ilegais  por parte do agronegócio. Outrossim, a ONG WWF Brasil deve ensinar boas práticas de irrigação do solo aos pequenos agricultores, por meio da visita domiciliar e entregando cartilhas ilustradas dessas práticas, com a finalidade de reduzir o consumo hidrico na região. Dessarte, espera-se que com essas medidas impeçam que, o que ocorreu com a Mata Atlântica, não se repita na Amazônia.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!