O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

O agronegócio como ameaça ao meio ambiente

É incontrovertível que o agronegócio representa uma das principais ameaças para a integridade do meio ambiente no Brasil. Isso deve ser enfrentado, uma vez que, anualmente, diversos recursos naturais estão entrando em escassez. Nesse sentido, dois aspectos fazem-se relevantes: ineficiência estratégica do Estado e baixa tecnologia na produção.
Em primeira análise, conforme o filósofo Durkheim, o fato social é uma maneira coletiva de agir e de pensar, dotada de generalidade, exterioridade e coercividade. Nesse contexto, o crescimento exacerbado do agronegócio é o reflexo de uma conduta inescrupulosa do Estado para com o fato social, haja vista que o Poder Público não coíbe as práticas inadequadas de exploração das terras canarinhas, corroborando para a extinção desse patrimônio natural.
Além disso, a falta de tecnologia no agronegócio acaba agravando o quadro dos problemas ambientais. Dentro dessa ótica, com a baixa eficiência na produção, é necessário uma extensão territorial proporcionalmente muito maior para produzir determinado produto. Portanto, além das grandes riquezas naturais, há uma enorme perda de lucro e capital, o que torna ainda mais necessário a superação desse entrave.
Destarte, visando um país mais sustentável, é mister superar os impactos do agronegócio na natureza. Assim, o Ministério do Meio Ambiente e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento devem criar programas para fiscalizar a exploração do território, por meio do fortalecimento das operações de órgãos como o IBAMA e através de recursos tecnológicos como drones e radares, com o fito de proteger os biomas do Brasil. Ademais, o Ministério da Fazenda deve incentivar o uso de tecnologias através de subsídios financeiros. Com isso, a população poderá ver o fato social se cumprir.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!