ENTRAR NA PLATAFORMA
O abandono de idosos no Brasil

O processo de envelhecimento humano é caracterizado por uma notória mudança em todo corpo. Dessa forma, a população idosa, necessita de cuidados especiais, que garantam uma ótima qualidade vida e bem-estar. No entanto, no contexto social contemporâneo, o número de pessoas idosas vem crescendo, consideravelmente, e por consequência, muitas delas acabam sendo abandonados. Assim sendo, cabe analisar os fatores motivadores que levam o desamparo desses indivíduos, bem como, a falta de recursos financeiros e a ausência de responsabilidade dos filhos.


Em uma primeira análise, a terceira fase do processo de transição demográfica, distinguir-se pela diminuição nas taxas de natalidade, por conseguinte, a um aumento nas estatísticas da massa idosa. Diante do exposto, um dos fatores do abandono desse público, é a ausência de recursos financeiros. Segundo uma pesquisa feita pelo site “ Aun USP” , cerca de 74,7 % dos idosos, com idade entre 65 anos ou mais, usufruem da aposentadoria, pois já não contam com ganhos provenientes do mercado de trabalho. Nesse víeis, o investimento financeiro, é de extrema importância na manutenção da saúde frágil do cidadão em envelhecimento, sobretudo, na utilização e compra de medicamentos como também na adaptação do meio.


 Em uma segunda análise, o artigo 1.1634 do Código Civil, determina a obrigação de cuidados entre filhos e pai, de tal forma também como está exposto na lei 10.141, em que nenhum idoso não poderá ser vítima de negligência. Entretanto, essa lei não se aplica na realidade, visto que, qualquer indivíduo independentemente da  sua idade, necessita de amparo afetivo, para o desenvolvimento dos laços parentais. Segundo o portal “ Amigo do Idoso” , uma pesquisa feita em 5 instituições , aponta que 36% dos idosos que habitam lares filantrópicos, perderam totalmente seus laços familiares. Dessa forma, a ausência de responsabilidade dos filhos garante aos pais idosos um maior desgaste físico e emocional, nessa fase de transição de idade. 


Em síntese o abandono de idosos no Brasil exige uma solução. Desta maneira, faz mister a intervenção do Estado, em parceria com o Estatuto do Idoso, elaborar projeto de apoio integral e intensivo ao idoso, por meio de bolsas financeiras aliadas a dinâmicas sociais que integrem filhos e pais idosos, com intuito de minimizar os casos de abandono por causas financeiras  tal como afetivo. Portanto, a nação caminhará para diminuição da taxa de anciões que são desamparados.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde