O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Mulher e sociedade contemporânea

   Na série " The Handmaid's Tale " é retratada uma distopia em que as mulheres são silenciadas e controladas através do poder do Estado, na qual há uma constante supressão dos direitos femininos e a objetificação dessas. Para além da ficção, observa-se que o contexto atual é análogo a obra, uma vez que é persistente a desigualdade entre os gêneros, o que dificulta a vida das mulheres no corpo social. Ora, isso ocorre devido, entre outros fatores, à sociedade patriarcal e à banalização da violência.
   Essa problemática se deve, a princípio, à coletividade patriarcalista, haja vista que a maior parte da mesma é enraizada em uma cultura extremamente opressora. Nesse viés, sob a perspectiva da filósofa Simone de Beauvoir, intitulada como "mãe" do feminismo contemporâneo, expressa a estereotipação da mulher realizada pelo homem que as padronizam como " bela, recatada e do lar ", que manifesta-se como justificativa para a existência do patriarcado da sociedade. Não diferente dos dias atuais, a mulher constrói-se como " ser " através do que é imposto como sua "obrigação", assim, tal costume opressor as torna prisioneiras do lar. Logo, é inconcebível que a mulher seja tratada, em pleno século XXI, com imensa desigualdade e um ser incompetente.
   Além disso, é imperativo pontuar que os valores patriarcais emerge como consequência da banalização da violência contra as mulheres. Desse modo, conforme o portal G1, em 2018, 1 em cada 4 mulheres sofreram violência doméstica. Tal fato preocupante reflete o quanto essa condição é persistente e considerada como algo banal na atualidade, haja vista que o homem a trata de maneira extremamente agressiva como sendo sua propriedade e, na maior parte das vezes por medo das agressões a mulher não recorre ao socorro, o que dificulta ainda mais a sua inclusão no corpo social. Isso porque, a "cultura" do machismo ainda paira na coletividade - comportamento de um indivíduo que recusa a igualdade de direitos e deveres entre os gêneros -, o que as tornam constantemente reféns de uma situação abusiva. Como consequência disso, nota-se, lamentavelmente, a exclusão das mulheres na sociedade em espaços que poderiam ter o empoderamento feminino como, por exemplo, em esferas políticas mas que é ocupado geralmente por homens.
   Depreende-se, portanto, a necessidade de medidas para conter esse impasse. Para tanto, cabe ao Ministério da Educação, responsável pelo ensino no Brasil, por intermédio de verbas governamentais, promover, a longo prazo, uma educação orientada que enfatizem a igualdade dos gêneros, com o objetivo de mitigar culturas arcaicas que menosprezam as mulheres e as tratam com diferença. Por fim, convém a Secretaria de Política para as Mulheres criar políticas públicas, por via de programas sociais que motivem as mulheres que estão em uma situação abusiva denunciar o agressor, a fim de dar representatividade, suporte e que façam com que se sintam mais seguras. Diante disso, a desigualdade que plana na sociedade contemporânea com a mulher torna-se distante da obra " The Handmaid's Tale ".

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!