O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Mulher e sociedade contemporânea

Na Grécia Antiga a mulher não era tida como parte da sociedade, nem se quer, considerada cidadã. Semelhante a isso, as mulheres basileiras já foram muito privadas dos seus direitos, tanto sociais quanto políticos, de modo que, ainda hoje luta-se pela conquista de muitos deles. Dessa forma, percebe-se quão difícil é a inserção das mulheres na sociedade, uma vez que, nela perpetuam raízes machistas e preconceituosas, além da desigualdade de gênero.



De acordo com a Constituição Federal de 1998, todos somos iguais perante a lei. No entanto, a realidade vivida não conscide com o que está previsto pela lei, e o exemplo mais claro disso são os movimentos feministas, que lutam pela garantia dos direitos femininos, bem como pela igualdade de gênero. Além disso, tal desigualdade acentua-se ainda mais quando analisado o mercado de trabalho, onde mesmo exercendo trabalhos semelhantes o homem recebe até 25% a mais que a mulher, segundo pesquisas do IBGE. De modo que, uma das melhores exemplificações dessa estatística é a visível discrepância entre os salários dos profissionais futebolísticos do sexo masculino e do sexo feminino.



Outrossim, a mulher sofre muita repressão e preconceito por parte da sociedade machista em que vivemos. Visto que, tais fatores acarretam o aumento do número das mortes femininas, tendo este chegado a um crescimento de mais de 100% no período entre 1980 e 2013 no Brasil. "Os fracos usam a violência, e os fortes, as ideias." Consoante ao pensamento do escritor e pesquisador brasileiro Augusto Cury, a sociedidade concenta cada vez mais pessoas fracas, que apropriam-se da violência em suas variadas formas para diminuir e oprimir a mulher, que tanto lutou, e continua lutando pela conquista da equidade e do seu espaço no meio social.



Portanto, perebemos que no cenário atual apesar da mulher estar começando a ser inserida nas diversas áreas, ela ainda é alvo de muitas injustiças. Nesse sentido, urge que o Poder Legislativo, sendo ele responsável pela aplicação de leis, crie leis eficientes e cumpra as já existentes, de modo a proteger efetivamente a mulher da violência e do preconceito. Só assim,a sociedade será mais igualitária e as mulheres terão condições necessárias para exercer a sua cidadania em liberdade.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!