O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Meios para o controle do lixo gerado no Brasil

Segundo Zygmunt Bauman, a falta de solidez nas relações sociais, políticas e econômicas é característica da modernidade liquida, vivenciada durante a contemporaneidade. Analisando o pensamento do sociólogo polonês, essa realidade imediata perpetua-se com a exacerbada produção de lixo, e em detrimento do acentuado consumo, bem como da inoperância estatal - sobretudo no que diz respeito ao escasso estímulo à participação cidadã na mudança desse paradigma. Antes de tudo, é digno de mensão que a participação social é responsável pela expressiva diminuição dos obstáculos inseridos no meio habitacional - de acordo com os estudos acerca do "Capital Social" de Robert Pitman. Assim, análogo a situação ecológica de uma sociedade, a quantidade de resíduos depositados irregularmente, o qual ocorre pelo impacto óbvio de poder de compra, evidencia o descompromisso de grande parte da população como obstáculo à sustentabilidade. A exemplo, enquanto na Alemanha atribui-se tarifas conforme a quantidade de lixo produzido, no Brasil, a ausência de restrições corrobora para o consumismo desenfreado. Por conseguinte, a atuação social improdutiva admite um impasse não só ambiental, mas também de saúde pública. Faz-se mister, ainda, salientar a despreocupação ecológica do Estado como impulsionador do impasse. Isso ocorre porque grande parte das políticas públicas é imediatista, o que reduz o aproveitamento do potencial sustentável brasileiro. Desse modo, o descarte de resíduos sólidos acontece mais comumente em áreas expostas e terrenos baldios, visto que, é uma prática amplamente difundida por apresentar baixo custo quando comparada a outras alternativas - como logística reversa e compostagem. Não é a atoa que Brasília possui o maior lixão da América Lática, conforme o jornal G1. Por conseguinte, tem-se um desequilíbrio ecossistêmico devido ao aumento de gases do efeito estufa, à poluição de reservatórios hídricos e à contaminação do lençol freático pelo contato com o chorume. Por fim, torna-se claro que a parceria entre o Estado e a sociedade faz-se indispensável para o controle do lixo gerado no Brasil. Por isso, cabe ao Ministério do Meio Ambiente, buscar medidas sustentáveis de armazenamento do lixo, assim como, regulamentar formas de se reduzir a produção do lixo, a exemplo da troca de materiais recicláveis e da aplicação de medidas que em países desenvolvidos obtiveram sucesso, como a Alemenha. Outrossim, o MEC deve disseminar nas escolas a reutilização de materiais recicláveis e a sua separação correta, por meio aulas artesanais e explicativas, com o intuito de informar e construir desde o ensino básico, o respeito e a conservação ambiental, construindo-se, então, uma sociedade mais fiel aos princípios ecológicos.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!