O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Meios para o controle do lixo gerado no Brasil

Após a Grande Depressão de 1929, observou-se que bens duráveis desfavoreciam a economia, pois diminuíram a demanda produtiva. Diante disso, tornou-se popular entre economistas norte-americanos o jargão: "Um produto que não se desgasta é uma tragédia para os negócios". Por conseguinte a esse pensamento, um grave problema se apresenta, sobretudo no Brasil ? a descontrolada quantidade de lixo gerado. Nesse contexto, com o escopo de atenuar a questão, analisar aspectos como o consumismo e a omissão social é imprescindível.
A princípio, cabe pontuar que a prática de compra exagerada atrelada à obsolescência programada, quando uma mercadoria é criada para ser descartada, contribui para a manutenção da problemática. De acordo com Adorno e Horkheimer, o capitalismo, através da Indústria Cultural, vende uma pseudo-felicidade por meio de produtos. Desse modo, estimula-se o consumo, que, entre os brasileiros, é exacerbado e compulsivo. Logo, a falta de consciência de uma população refém da lógica hipercapitalista corrobora para a produção diária de milhares de toneladas de lixo.
Outrossim, convém frisar que o descaso por parte do Estado e dos cidadãos ? alienados pelos deveres e desejos individuais ? permitem a perpetuação do caótico cenário dos "lixões" no país. Como defendeu Zygmunt Bauman, o egocentrismo e o individualismo, comuns nessa pós-modernidade, fazem com que as pessoas deixem de enxergar e se preocupar com o coletivo. Dessa forma, resíduos continuam sendo descartados incorretamente, contribuindo para que sejam depositados a céu aberto, causando impactos à saúde e ao meio ambiente.
Destarte, a fim de atenuar o descontrole de lixo gerado no Brasil, urge a demanda por ações efetivas. Em primeiro lugar, cabe ao Estado promover campanhas nas redes sociais e em comerciais de televisão para informar a população sobre as causas e os efeitos da questão. Ademais, o Ministério da Educação deve implementar nas instituições de ensino a reflexão do tema em disciplinas como Sociologia e Biologia, conscientizando e incentivando as pessoas a agirem de modo crítico e sustentável. Parafraseando Saviani, o ensino não deve ser apenas pesquisa, mas sim um artificio utilizado propondo atividades que permitam ao ser humano assumir a responsabilidade de pensar e de se posicionar perante os desafios da esfera social.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!