O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Meios para o controle do lixo gerado no Brasil

"Na natureza,nada se cria,nada se perde,tudo se transforma". Esta frase pertencente à Lavoisier se encaixa perfeitamente no que tange o tratamento que o lixo deveria receber,em que o seu reuso deveria ser regra. No entanto,no atual cenário brasileiro,a questão do lixo está longe da premissa de Lavoisier e se apresenta como uma problemática,sobretudo pelos ideais consumista e individualista presentes na população e pela omissão estatal.
Com a consolidação do capitalismo,o consumismo e o individualismo tornaram-se regra na sociedade brasileira,fazendo que a produção de lixo aumentasse exponencialmente. Desse modo,percebe-se que o consumo exagerado proposto por esse modelo econômico é um dos grandes causadores da elevada produção de lixo no país. Atualmente,a maior parte dos produtos são feitos para durar pouco,no intuito de "forçar" o consumidor a troca-lo por um modelo mais atual,o que faz que aquela mercadoria "velha" seja descartada,mesmo que ofereça condições de uso. Além disso,de acordo com Bauman,vivemos em uma "modernidade líquida",caracterizada pelo individualismo. Assim,percebe-se a falta de empatia social diante da realidade do lixo,em que muitos produzem e descartam este de maneira irresponsável,sem pensar nas consequências que suas atitudes irão produzir nas gerações futuras.
Por outro lado,a omissão estatal é outro fator para a perpetuação dessa problemática. Hoje,a maioria das cidades brasileiras não apresentam uma infraestrutura adequada para o descarte do lixo. Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais(ABRELPE),30 milhões de toneladas de lixo vão para os lixões,sem qualquer tipo de tratamento,o que causa inúmeros impactos ambientais e sociais,como:poluição de lençóis freáticos pelo chorume,emissão de metano e proliferação de doenças. Ademais,a falta de rigor do Estado com empresas privadas faz com que elas produzam elevadas quantidades de resíduos,pois não apresentam nenhum fator dificultante.
Infere-se,portanto,que essa realidade deve ser modificada.para isso,cabe ao Ministério da Educação em parceria com a mídia promover discussões sobre o tema,além de mostrar a importância da empatia quando se for produzir e descartar o lixo,a fim de frutificar uma juventude consciente. Outrossim,o Ministério do Meio Ambiente deve criar uma cota máxima de resíduos a ser produzido pelas empresas,beneficiando as que respeitarem com diminuição de impostos e aplicando multas às que desrespeitarem,além de investir na criação de aterros sanitários e centros de reciclagem, a fim de prover um fim mais adequado ao lixo.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!