O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Meios para o controle do lixo gerado no Brasil

A quantidade de lixo produzido no Brasil vem se tornando um assunto preocupante. Em 2015, o número chegou a 79,9 milhões de toneladas, de acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), e continua crescendo a cada ano, pondo em risco a qualidade de vida da população e as condições das gerações futuras.
Diversas pesquisas apontam que a maioria do lixo é composta de material orgânico, papel ou plástico, sendo que grande parte tem origem doméstica. A consciência da população em relação à sustentabilidade é pouca, já que o desperdício é responsável por essas grandes estatísticas. Este encontra impulso na cultura consumista que se faz presente na sociedade atual, priorizando adquirir um novo produto ao invés de consertar o antigo ou reutilizá-lo. Poucas pessoas realizam o descarte do lixo de maneira correta, pois existe a impressão de que o assunto não cabe a ações individuais.
Por outro lado, um dos principais problemas é o alto índice de lixões e esgotos a céu aberto, presentes em vários municípios brasileiros. Sua existência relaciona-se com a pobreza e falta de saneamento básico, poluindo o meio ambiente e ocasionando doenças para os cidadãos. Os esforços para levar saneamento básico a todo o território nacional ainda são ineficientes, esbarrando em má gestão de recursos. O principal destino para o lixo são os aterros sanitários, onde ao contrário dos lixões, os resíduos são colocados em solo tratado e com sistema de drenagem para dificultar a poluição. Entretanto, sua eficiência tem prazo de validade e não são uma solução definitiva.
Desse modo, as desvantagens em todas as alternativas levam à valorização do famoso "método dos três R" para o lixo: reduzir o consumo, reutilizar e reciclar. Destacam-se a compostagem (degradação de lixo orgânico através de microorganismos) e a produção de adubo e fertilizantes, já que a maioria dos resíduos urbanos é orgânica. Tais métodos podem ser promovidos pelo Governo Federal através do subsídio de empresas privadas. Este também deve incentivar, valendo-se de campanhas midiáticas, a conscientização para o uso de utensílios biodegradáveis ou reutilizáveis. Por fim, deve ser planejado um programa intensivo de saneamento básico e coleta seletiva de lixo nos municípios, partindo do Ministério do Meio Ambiente, inclusive com a transformação dos lixões em aterros sanitários, trazendo uma solução rápida. Assim, será reduzido o manancial de lixo que diariamente se produz nas cidades brasileiras.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!