O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Maus hábitos e infarto e jovens

As doenças cardiovasculares ainda são a principal causa de morte nos países ocidentais. Dentre essas doenças, o infarto agudo do miocárdio é a emergência médica com maiores índices de mortalidade. Além disso, os infartos em indivíduos Jovens com menos de 40 anos são mais perigosos do que aqueles acometidos em idosos.

Por que os infartos em indivíduos jovens são mais perigosos do que em idosos? A aterosclerose, acúmulo de placas de gordura na parede das artérias, é mais prejudicial quanto mais jovem for o indivíduo, pois este ainda não desenvolveu a chamada circulação colateral, mecanismo de defesa que o organismo cria ao longo do tempo. Trata-se de pequenos vasos sanguíneos que crescem ao redor dos grandes, formando canais de escoamento. Nos Jovens, esses caminhos alternativos ainda não existem, logo, o infarto lhe são mais graves.

Apesar da pouca expressividade do infarto em jovens (4% a 8%), é nesses indivíduos que a doença é acometida de forma mais letal. Segundo dados do DataSUS do ministério da saúde, em 2013 houve um aumento de 13% no número de infarto entre adultos de até 30 anos. Estresse, obesidade, diabetes, tabagismo, hipertensão e colesterol sem controle são fatores cada vez mais presentes na vida de indivíduos com menos de 40 anos.

Ciente do exposto, a mortalidade devido ao acometimento por doenças cardiovasculares está em constante aumento. Logo, é preciso investimento do governo federal em palestras educativas a crianças e jovens na educação básica visando formar opinião sobre como ter uma vida saudável, sem o uso de drogas. Ademais, o papel familiar não fica atrás, pais devem orientar seus filhos no que diz respeito a uma melhor qualidade de vida, diminuindo assim a incidência de infarto em jovens.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!