O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Maus hábitos e infarto e jovens

O ?coração apaixonado? tão cantado em baladas sertanejas atuais tem estado doente entre os jovens brasileiros. É cada vez mais comum infartos entre esse público. O consumo de drogas em excesso, somados com maus hábitos de saúde aumentam os casos de doenças cardiovasculares no país. Combater tais práticas é uma questão de saúde pública.
É preciso considerar, antes de tudo, o consumo de drogas por parte da população como um todo. Produtos como o tabaco, o álcool ? que são vendidos e consumidos em quase todas as faixas etárias da sociedade - alteram a frequência cardíaca do indivíduos , tornando-os mais susceptíveis a um distúrbio cardiológico. Com frequência encontramos o uso abusivo de tais substâncias em baladas, festas, até mesmo no ciclo familiar.
Outro aspecto importante a salientar é a cultura do corpo ideal presente na sociedade, que tem levado inúmeros jovens a cometer exageros para alcançar o corpo perfeito. Visando um melhor desempenho físico, várias pessoas utilizam-se de estimulantes e anabolizantes que afetam diretamente o coração. Vez por outra aparecem nos noticiários caso de jovens que enfartam em decorrência de ter ingerido substâncias para aumentar o desempenho em academias.
Por fim vale ressaltar a importância de uma dieta equilibrada. Assim, a maior parte da população convive com uma alimentação irregular, o que leva ao sobrepeso e consequentemente problemas cardiovasculares. Produtos industrializados, lanches, refrigerantes são diariamente anunciados em propagandas na televisão , internet e outdoors incentivando o consumo. O resultado desse processo é uma população propensa a hipertensão , diabetes, insônia , entre outros fatores de risco.
Fica claro, portanto, a necessidade de educar a sociedade como todo a respeito de hábitos saudáveis. Nesse sentido o governo pode intensificar campanhas sobre os malefícios causados pelo consumo de drogas, além de aumentar a fiscalização e impostos sobre a venda de cigarros e bebidas, visando a redução da venda de tais substâncias. A escola pode contribuir orientando os mais jovens sobre a importância de uma alimentação adequada para a saúde, bem como a família pode instruir os mais novos nas práticas saudáveis de exercícios físicos.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!