O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Maus hábitos e infarto e jovens

Na contemporaneidade, jovens estão cada vez mais suscetíveis a serem vítimas de infarto. É notório que os maus hábitos destes, enfático com a consolidação do capitalismo e a priorização do lucro acima do bem-estar social, contribuíram para o acarretamento de tal male. Com a solidificação de tal modelo econômico, a publicidade infantil e o aumento dos índices de transtornos mentais tornam-se empecilhos a serem enfrentados.
Sabe-se que por conta da pouca idade, crianças não possuem o discernimento daquilo que lhe faz bem ou mal. Nesse viés, propagandas durante a infância que estimulam o consumo de alimentos e brincadeiras nada saudáveis, favorecem a obesidade precoce e consequentemente o desenvolvimento de problemas cardiovasculares. Visto que são o futuro da nação, a sociedade capitalista deve conscientizar-se das complicações que estes podem ter devido a busca incessável ao lucro.
Além disso, desde o advento da Revolução Industrial, distúrbios psíquicos têm-se mostrado cada vez mais presentes. É comum adolescentes terem depressão e ansiedade, em parte responsáveis por doenças cardíacas. Consequentemente, uma boa alimentação e exercícios físicos, faz-se imprescindível para auxiliar na saúde mental destes e prevenir possíveis danos no coração. Portanto, deve haver maior incentivo para a adesão de práticas benéficas ao corpo.
Diante dos argumentos supracitados, o status quo do país deve ser revertido com o intuito de diminuir casos de infarto em primaveris. Deste modo, o Ministério da Infância e Juventude deve aplicar leis mais severas para que os miúdos não sejam induzidos por comerciais à seguirem um modo de vida pernicioso. Juntamente à ele, o Ministério da Educação deve instaurar na Base Nacional Comum Curricular, matérias educativas sobre hábitos saudáveis. Assim como, o Ministério da Saúde deve alertar a nação, por meio de palestras e propagandas nas mídias sociais, sobre os perigos da escassez de ingestão de alimentos nutritivos e práticas físicas.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!