O desconto do plano APROVADO EM 2021 termina em: dias horas minutos segundos

Mais médicos

É inegável que a calamidade da saúde pública brasileira não se trata de um problema contemporâneo. Desde o início da República, medidas como a Reforma Sanitarista promovidas por Oswaldo Cruz, com a derrubada de cortiços, vacinação e tratamento da população, tentam solucionar esse impasse. Já, recentemente, o Governo Federal implanta o programa Mais Médicos, a fim de ampliar o número de médicos, dentre outras medidas. Entretanto, o programa mostrou-se falho em alguns aspectos e evidenciou o real problema da saúde pública tupiniquim.
Em primeiro lugar, é importante destacar o funcionamento do programa. Médicos, oriundos dos mais diversos países, são contratados e direcionados às áreas com escassez desses profissionais, de exemplo, interior dos estados e comunidades indígenas. Contudo, por serem de outras nacionalidades, não dominam a língua portuguesa, o que torna difícil a comunicação com os colegas de trabalho, bem como o paciente. Há, também, dificuldade na leitura das receitas médicas, retardando o atendimento e estabelecendo impasses.
Outro fator importante se relaciona, não com o funcionamento do programa, mas a infraestrutura fornecida. Nas diversas regiões faltam, materiais, aparelhos e até medicamentos, tornando ineficiente o trabalho do médico, haja vista que somente ele não é capaz de identificar determinadas doenças ou, ainda, curá-las. Este fato demonstra um problema ainda mais grave da saúde, relacionado ao fator físico e a má distribuição dos recursos públicos para um setor que deveria ser prioritário.
Fica evidente, portanto, que o programa Mais Médicos é de grande importância, contudo há outros aspectos a serem aprimorados no sistema de saúde. Cabe, ao Estado, especificamente ao Ministério da Saúde, investir na infraestrutura dos locais, fornecer os recursos e materiais necessários aos hospitais, postos de saúde, bem como promover uma pré-capacitação para o adequamento à língua portuguesa. Por fim, a mídia aliada as ONGs, devem denunciar os problemas de saúde local e junto à população exigir dos representantes as melhorias necessárias, para só assim obtermos um eficiente sistema público de saúde.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!