ENTRAR NA PLATAFORMA
Lixo eletrônico e impactos socioambientais

No livro "Ensaio Sobre a Cegueira" de José Saramago, é retratada a questão da cegueira branca onde os problemas da sociedade que as pessoas não querem enxergar se intensificam e substituem o civilizado pelo primitivo. Nesse sentido, as dificuldades em relação ao lixo eletrônico e os impactos socioambientais não são enxergados pelos brasileiros. Dessa forma, é notável perceber que o individualismo presente na sociedade, como também o sistema capitalista agravam a situação do descarte incorreto.


Em primeiro lugar, é importante destacar que, o desinteresse em relação ao destino final dos eletrônicos que tem consequências para o próprio ser humano. De acordo com o filósofo Zygmunt Bauman, vive-se atualmente um individualismo que torna as pessoas egoístas. Desse modo, os problemas são ignorados quando afetam apenas uma minoria, tornando evidente o pensamento de Bauman relacionado ao homem moderno indivudualista que não pensa no coletivo. Por consequência, o descarte inadequado causam danos na saúde pública por serem bioacumulativos, afetando o sistema nervoso e respiratório devido os metais pesados. Em suma, a sociedade deve mudar esse individualismo que só ocasiona prejuízos sociais, ambientais e resulta no retrocesso.


Por conseguinte, o capitalismo e suas inovações tecnológicas influenciam fortemente na produção crescente de lixo eletrônico. É de salientar que a Revolução Industrial criou um consumo em massa: compram além do necessário e descartam antes do fim da vida útil. Na série documental "Doenças do Século XXI", da plataforma Netflix, em um de seus episódios é abordado os efeitos da eletricidade e objetos eletrônicos na saúde de uma mulher que precisa viver longe da modernidade. Por analogia, se as pessoas sentissem como a radiação dos aparelhos modernos afeta tudo ao redor, seriam sensatas no consumo e no descarte. Em síntese, os impactos vão além da contaminação do solo e água: contaminam também a mente dos indivíduos tornando-os mais individualistas como é defendido pelo filósofo Bauman e faz com que esqueçam  o resto da sociedade.


Infere-se, portanto, que o individualismo da sociedade e o sistema capitalista são problemas presentes no Brasil. Nesse sentido, é imprescindível que o Ministério da Educação deve promover a criação de uma matéria nas escolas voltada para a conscientização ambiental, por meio do ensino de práticas sustentáveis ministradas por professores de biologia, visando reduzir o sentimento individualista desde a formação eduacional. Além disso, o Ministério do Meio Ambiente deve promover o desenvolvimento de propagandas que mostrem os impactos do descarte incorreto de eletrônicos, por meio da divulgação de imagens dos efeitos na saúde e no meio ambiente, visando orientar a população para a necessidade da sustentabilidade. Somente as medidas preventivas podem solucionar os problemas da cegueira coletiva retratada na obra de José Saramago. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde