ENTRAR NA PLATAFORMA
Lixo eletrônico e impactos socioambientais

Com o avanço tecnológico no século XXI, surgiram vários problemas. Dentre eles, a questão do depósito irregular do lixo eletrônico, e seus consequentes impactos socioambientais, é um dos mais discutidos. No contexto, a causa do surgimento de doenças como o câncer - assim como a contaminação do solo - estão entre alguns dos impactos, para a sociedade e para o meio ambiente, causados pelo descarte irregular do e-lixo.


Como citado, o surgimento de doenças, como o câncer, está relacionado ao depósito irregular do lixo eletrônico. De fato, a utilização de metais pesados, como o mercúrio - considerados tóxicos pelo CFM (Conselho Federal de Medicina) - na composição de grande parte dos produtos eletrônicos, se comprova através do surgimento cada vez maior de casos registrados dessa doença, pelo SUS (Sistema Único de Saúde), relacionados à bioacumulação desses metais no organismo da população. Logo, explicita-se que o descarte irregular do lixo eletrônico é fator intrínsico para o surgimento de doenças como o câncer na sociedade.


Ainda sobre o assunto, o depósito irregular do e-lixo também está relacionado à problemas ambientais. De tal forma, a contaminação do solo e de lençóis freáticos, são problemas decorrentes dessa irregularidade. Através disso, os resíduos dos materiais pesados, descartados incorretamente em lixões, acabam se infriltando no solo e chegando até os lençóis freáticos. Segundo a revista VEJA, esse processo acarreta na improdutividade do solo contaminado e, também, na contaminação do lençol atingido. Ademais, segundo a comunidade científica, esses resíduos infiltrados são causadores de doenças, pois, ao serem ingeridos pela população - através da alimentação de plantas e animais que utilizarem desse solo e lençol contaminado - esses resíduos se acumulam no organismo. Portanto, torna-se clara a relação entre a bioacumulação de metais pesados e a contaminação ambiental do solo e dos lençóis freáticos, ambos causados pelo descarte irregular do lixo eletrônico.


Como exposto - com relação aos impactos socioambientais causados pelo descarte impróprio do lixo eletrônico - expõe-se a necessidade de medidas para contornar essa problemática. Dessa forma, o governo federal, através do Ministério da Educação e do Ministério do Desenvolvimento Social, deve formular, formalizar e aplicar medidas de caráter social e educacional, através de parcerias com ONGs e comunidades locais. Para tal, em conjunto com líderes comunitários e representantes governamentais, essas medidas devem visar educar a população, desde a tenra idade, sobre a importância do descarte regular do lixo, especialmente o eletrônico, e dos problemas socioambientais relacionados ao depósito irregular desse material. Dessa forma, os impactos socioambientais causados através dos problemas expostos, diminuirão.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde