O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Limites do humor x Liberdade de expressão

Há limites para o humor? Será que uma piada que possa ofender um indivíduo, uma classe social, pessoas de uma certa etnia ou que estão em certas condições, ultrapassa o limite do humor e excede o direito a liberdade de expressão? Segundo Jordan Peterson, um psicólogo canadense e professor da Universidade de Toronto, não se pode acabar com a liberdade de expressão de um, por causa dos riscos de se ofender a terceiros. Do mesmo modo, que um comediante não deve fazer uma piada pensando se ela vai ofender alguém, mas sim se ela cumpre seu papel o de fazer pessoas rirem, já que um indivíduo pode ser sentir ofendido com qualquer coisa.
Isso é constato no fato de que ninguém é ofendido por uma piada, um julgamento, uma mentira contada sobre nos, ou até mesmo uma ofensa, mas o que causa sofrimento é sim o diálogo interno que uma pessoas tem com sigo mesmo. Isso pode ser melhor entendido, no exemplo dado por Leandro Karnal, um historiador brasileiro, que diz o seguinte " Alguém no transito, me grita algo sobre uma possível opção sexual que o motorista que eu fechei suponha que eu tenha. Tem duas opções ou eu tenho e não me ofendo ou eu não tenho e também não me ofendo, já que eu sei que aquilo é uma mentira" o mesmo pode ser aplicado a piadas que possam ofender alguém.
Porém, qualquer pessoa tem o direito de ser sentir ofendida com uma piada, mas querer obrigar um comediante a não contar uma piada, fere um direito fundamental que é a liberdade de expressão que é dita como elemento integrativo da dignidade da pessoa humana e é fundamental para manter uma democracia saudável, já que o impedimento de um humorista contar sua piada pode ser visto como forma de censura que é muito comum em sistemas ditatórias.
Podemos concluir então, que o comediante tem o direito de contar uma piada que possa vir ser tida como uma ofensa e isso deve ser assegurado pelo estado, já que constitui o direito a liberdade de expressão, com entidades inclusive o próprio governo realizando maiores debates sobre esse direito e promover campanhas para que o indivíduo consiga ter discernimento sobre o que é falado como piada ou seja não deve ser levado a sério e aquilo que realmente deva ser levado a sério.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!