O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Limites do humor x Liberdade de expressão

LIBERDADE DE HUMOR X LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

Danilo Gentili, condenado a pagar indenização em valor aproximado de R$100,000 a um jornalista que achou ofensivo seu post direcionado à sua assistente de palco Juliana.
Charlie Hebdo, humor que custou a vida de 12 pessoas da redação do jornal.
Observamos casos em que ficaram evidenciados os limites de humor e da expressão. Vivemos numa década onde a liberdade de humor é confundida com liberdade de expressão, e ambas são entendidas como pensamento único e dominante.
Segundo a Constituição Federal, a liberdade é um princípio da democracia, contudo precisa estar alinhada com outros princípios. O humor o deixa de ser quando propaga discursos de ódio e violência, incentiva preconceitos, ofende a crença, cor, raça, viola intimidade ou imagens, dentre outros.

Tal liberdade de expressão, é sim garantida em Constituição, desde que não ultrapasse os limites estabelecidos nela. Limites esse que, quem determina na verdade é o intérprete da questão; como no caso de Danilo Gentili. Onde quem se ofendeu com o post foi um jornalista que visualizou o mesmo nas mídias sociais.
A liberdade de humor disfarçada de liberdade de expressão, traz consequências ruins para a sociedade. Tais como: exclusão, preconceitos, intolerância, aversão as diferenças, práticas de bullying, etc
Embora existam muitos casos relacionados a liberdade de expressão e liberdade de humor, o assunto é complexo. Visto que, ainda que a CF assegure é possível limitar o humor e expressão, existe a cultura onde quem determina se é ou não ofensivo é o intérprete, que não necesáriamente está envolvido na questão. E somente casos de grande repercussão midiática, são resolvidos.
Baseando-se em tais fatos, utilizando o grande poder de influencia midiática, é possível usar de tais meios para propagar informações claras; como criar campanhas que mostrem onde termina o humor e a liberdade de expressão e inicia-se as ofensas, charges em transportes públicos que ressaltem a importância da consciência para com o outro ( não fazer o que não deseja que façam com você); campanhas educativas nas escolas que estimulem o respeito, e a conscientização. Ratifico a importância do apoio governamental e familiar para sucesso de tais.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!