O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Licença paternidade

Décadas atrás, apenas as mães poderiam afastar de seus trabalhos quando seus bebês nasciam. Porém, houveram mudanças e atualmente tanto mães como pais possuem o direito constitucional da licença no nascimento de seus filhos. Este direito aos pais, de duração de vinte dias, é de suma importância familiar, pois faz com que os laços familiares de estreitem, além de possibilitar um igualdade de gêneros.
A equidade de gêneros é reforçada no momento em que os pais se dispõem a ajudar suas esposas. A presença do homem em casa faz com que as tarefas domiciliares, como lavar louças, sejam divididas, possibilitando uma maior disponibilidade das mães para com os filhos. Desta forma os valores da mulher e do homem na família são equiparados, assim ambos tem importâncias familiares iguais.
Da mesma forma que o pai é importante ajudando nas tarefas, ele é indispensável no acompanhamento dos primeiros dias e meses de vida de seus filhos. Poder acompanhar as atividades do bebê, como os banhos, a amamentação, os cuidados, até mesmo apoiar emocionalmente a mãe, são atos que aprofundam os laços familiares. A família se une em prol do bem de seus filhos, a união é confirmada, contribuindo para uma boa formação da prole.
Tendo em vista o tempo da licença paternidade e sua importância, quanto maior o tempo que os pais permanecerem em casa cuidando de seus bebês, melhor. Assim, cabe ao governo aumentar o tempo previsto na lei da licença paternidade de vinte dias para seis meses, de forma que pai e mãe permaneçam uma mesma quantidade de tempo com seus filhos. Consequentemente, a família aprofundará cada vez mais os laços e a desigualdade de gênero familiar poderá ser cada vez menor, cumprindo assim um direito constitucional, o direito da licença paternidade.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!