O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Justiceiros

Em busca de uma de uma sociedade civilizada
No contexto atual, observamos vários casos de justiçamento praticado pela própria população, esse tema é bastante discutido em várias esferas sociais, devido reconfigurar conceitos antigos e rústicos, e que ferem os direitos humanos, como a Lei de Talião, criado há 1750 a.C. na mesopotâmia, que diz "olho por olho, dente por dente", na qual a punição para o criminoso deveria ser equivalente aos danos causados a vítima. Em outra ótica, a indignação e o sentimento de insegurança devido a omissão do poder público, são, muitas vezes, os motivos que levam as pessoas a atuarem como justiçeiros, tomando ações que deveriam ser feitas pelas instituições públicas apropriadas.
A máxima de Gandhi sobre a lei de talião "olho por olho, e o mundo acabará cego" evidencia as consequências de atos cruéis praticados pela sociedade quando tentam fazer justiça com as próprias mãos. Ao invés de justiça, a injustiça prevalece. Além disso, o Poder Judiciário do Brasil é muito falho, e em muitas vezes bastante demorado, assim, é causa de insegurança e insatisfação popular.
Com isso, a sociedade tem argumentos palpáveis para se indignar com a ação do Estado, porém, isso não dá direito para que realize justiçamentos sem o intermédio dos orgãos competentes e normas constituicionais.
Na esteira desse raciocínio, é necessário uma ação imediata do Estado, para que esse círculo vicioso de injustiça seja combatido. Ações como a moralização da polícia, o reajustamento de seus sálarios, a disposição de mais viaturas nas ruas, e palestras em instituições de ensino com que instruam como atuar em uma situação que precise de força policial. Então, assim, estaremos no rumo de uma sociedade com títulos de civilizada.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!