O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Justiceiros

Os seres humanos, ao longo da história, organizaram-se em sociedades cada vez mais complexas e burocráticas. Nas sociedades atuais, o sistema judiciário é o responsável por julgar, imparcialmente, e punir os indivíduos que desrespeitem as leis que regem o convívio social. Esse poder de punição é responsabilidade do Estado, não cabendo à terceiros cometer tais ações.
É importante destacar, de início, que quando os homens abandonaram o estado de natureza, sem normas, e estabeleceram um contrato social para viverem de forma harmônica, conforme proposto por Tomas Hobbes, proporcionaram o surgimento do Estado, mediador das relações sociais, responsável por manter a paz e segurança. Cabe a ele, também, zelar pela justiça na sociedade, julgando imparcialmente crimes que ferem a lei vigente, punindo, adequadamente, os cidadãos que infringirem as normas.
É importante destacar, ainda, que a prática de "fazer justiça com as próprias mãos" é considerado um ato criminoso. Não cabe a nenhum indivíduo terceirizar a função dos órgãos de justiça e nem decidir e aplicar, por vontade própria, a punição de outro. Contudo, devido à ineficácia do governo em realizar julgamentos precisos e em praticar punições efetivas, alguns cidadãos, que denominam-se "justiceiros", assumem o papel do sistema judiciário e reprimem ,violentamente, pessoas que cometeram crimes.
Em decorrência disso, a conscientização populacional de que os "justiceiros" também estão ferindo as leis, sendo, portando, criminosos, é um propulsor efetivo para amenizar a ocorrência de pessoas que julgam-se capazes de fazer justiça por conta própria. Cabe ao governo, por meio da mídia, promover essa conscientização, alertando sobre os perigos dessa prática e incentivando às pessoas a não intervirem nos assuntos que são de responsabilidade governamental. Deve, também, aumentar o número de órgãos responsáveis pelos julgamentos e aplicações de sentenças criminais, aumentando a eficácia do processo, evitando, assim, a intervenção da população. Com essas medidas, viveremos em uma sociedade mais segura e justa.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!