O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Jornada de trabalho no Brasil

A legislação trabalhista estabelece que a jornada de trabalho normalmente no Brasil seja de 8 horas diárias e 44 horas semanais, salvo casos específicos, sendo comum também nas empresas, a adoção do sistema de acordo com o banco de horas para empregados, visando maior pragmatismo na gestão e flexibilidade no controle de horas dos trabalhadores. Entretanto, o excesso de atividades exercidas pela função, junto a tecnologia da informação atual, retrata atividades extras exercidas pelos trabalhadores em sua casa, ocasionando debilitações.
Em princípio, aplicativos como o Whatsaap, Facebook e Instagran, são usados como divulgação do trabalho prestado, por empresas de todo o mundo, facilitando a interação com o cliente. Isso contribui, com a execução de atividades extras sobre um funcionário responsável, que poderia estar descansando ou executando atividades em outras áreas afins.
Em decorrência, disso, o estresse do trabalho extra exercido sem remuneração, pode ocasionar a elevação do estresse no ambiente de trabalho, além de doenças atribuídas como o transtornos de ansiedade. Outrossim, de acordo com o portal Uol, cerca de 30% dos trabalhadores de São Paulo têm algum tipo de transtorno, segundo a pesquisa, Distúrbios mentais em mega cidades, de 2012.
Logo, o aumento da carga horária no Brasil, apenas contribuiria com o aumento dessa estatística, sendo aceitável métodos comparados a países desenvolvidos, como Estados Unidos, por meio das horas trabalhadas sobressai a remuneração, não sendo necessário estipular o numero de horas trabalhadas, quando não há trabalho, o empregado poderá escolher permanecer em casa.
Em suma, faz-se necessária a adoção de uma estratégia trabalhista em que, beneficie o trabalhador brasileiro. O governo federal deverá trabalhar em reformas trabalhistas impondo menor carga horária em beneficio do trabalhador, visando diminuir a estatística esclarecida e auxiliando a saúde no trabalho. Além disso, as leis trabalhistas deverão prescrever as regras que permitem o trabalho nas residências tornando-as mais severas a fim de conter esse avanço. De certo, a adoção dessas idéias junto ao planejamento das pesquisas elaboradas pelos órgãos competentes, financiados pela iniciativa pública e pela privada, deverão alçar os problemas enfrentados por empresas e trabalhadores, respeitando os princípios Constitucionais.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!