O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Internet e o emburrecimento da sociedade

Em contraposição ao período da Grécia Antiga, na contemporaneidade qualquer pessoa com internet tem acesso a uma infinidade informacional. Entretanto, tal ampliação das possibilidades de acesso à informação não é sinônimo de uma fábrica de intelectuais. Pelo contrário, o neurocientista francês Michel Desmurget, com seu livro "A fábrica de cretinos" aponta para o caminho inverso. Pode-se elencar, associado ao declínio intelectual das gerações digitais, fatores como a manipulação de dados e o comodismo cognitivo provocado pelo espaço virtual.
Em primeiro lugar, deve-se analisar o universo cibernético. Nesta esfera, o algoritmo tem um domínio sob a mentalidade do indivíduo. Em consonância com os estudos de Foucault sobre a docilização dos corpos, agora a vítima dos mecanismos de poder não é mais o palpável do corpo e, sim, o abstrato do indivíduo: suas ideias. A partir disto, o que se tem é o controle do pensamento do outro e, consequentemente, do poder da capacidade reflexiva da sociedade.
Ademais, o excesso de informações disponibilizadas na internet acaba que por resultar em uma espécie de cognição cômoda por parte dos usuários. Acostumados com a submersão em um mar de saberes, a pessoa perde a curiosidade e disposição de, ela mesma, apropriar-se do conhecimento. Ou seja, dissipa nela a "Potência de Agir", termo cunhado por Spinoza, para dar lugar à banalização do conhecer puro e verdadeiro.
Infere-se, portanto, que assegurar a criticidade é um grande desafio na era digital. Sendo assim, o Governo Federal deve criar leis que dificultem, em território nacional, o desenvolvimento de plataformas digitais que utilizem de algoritmos manipuladores com o intuito de fortalecer o domínio de si por parte dos cidadãos brasileiros. Além disso, o Ministério da Educação e Cultura, em parceria com instituições educativas privadas, deve estimular o pensamento crítico e a criação de autonomia, tanto preconizada pelo patrono da educação, Paulo Freire, por meio da implementação de cursos em regiões periféricas, a fim de garantir o crescimento intelectual de todos, independente de classe social.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!