ENTRAR NA PLATAFORMA
Iniciativas para que o esporte seja uma ferramenta de inclusão social
De acordo com a historiografia atual, os esportes tiveram origem na Grécia Antiga e visavam, dentre outro fatores, um aspecto estético. Todavia, naquela época, mulheres e estrangeiros eram restritos de participarem de tal prática, por não serem considerados cidadãos. Contudo, hodiernamente, o desporte tornou-se um meio de inclusão social, apesar de barreiras estarem presentes e dificultarem esse objetivo. Nesse sentido, é válido ressaltar que medidas rápidas e eficientes devem ser adotadas para construir um Brasil melhor.
Em uma primeira análise, é inquestionável mencionar que a prática esportiva ajuda muitos jovens e crianças a saírem de situações vulneráveis. O contato com drogas, porte ilegal de armas e evasão escolar podem ser evitados com iniciativas voltadas para o desporte, como a prática de futebol, vôlei e basquete. A exemplo, pode-se mencionar o Projeto Nadando na Frente, que trabalha com crianças de baixa renda no interior de São Paulo e, por meio do esporte, muda a percepção de vida e as eventuais atitudes negativas dos pequenos. Entretanto, não são todas as localidades do Brasil que oferecem as mesmas oportunidades, haja vista que em determinadas áreas não existe quadra de esporte ou professores voltados para essa questão e, por sua vez, compromete a harmonia da população. Sendo assim, inciativas voltadas para um maior investimento na área de Educação Física contribuiria beneficamente para o processo de equidade social.
Outrossim, é necessário salientar que o esporte também ajuda na integração social das pessoas com deficiência. No início do século XIX, os deficientes eram vistos como impossibilitados de concorrer em olimpíadas ou mesmo de praticar atividades relacionadas ao esporte. Em contrapartida, iniciativas devidas ao avanço tecnológico e ao aumento de estudos voltados para essa área proporcionaram benefícios para os deficientes. Por meio de incremento de um instrumento barulhento no interior de uma bola de futebol, por exemplo, as pessoas que não podiam ver incluíram-se no esporte. Sendo assim, é essencial que outros desportes sejam adaptados para os indivíduos deficientes a fim de se obter maior êxito na integração da sociedade como um todo.
Por conseguinte, é indubitável dizer que o esporte é uma das ferramentas essenciais para proporcionar a equidade social. Dessa forma, o Governo Federal, em parceria com o governo municipal, devem criar projetos esportivos que beneficiem mais cidades e, por conseguinte, um maior número de cidadãos, por meio de contrato de professores de Educação Física e reformação em quadras, com o intuito de democratizar a atividade. Somado a isso, o Ministério do Esporte deve promover estudos voltados para adaptar um maior número de esporte aos deficientes físicos, através de investimentos na área a fim de oportunizar a todos os cidadãos o contato com essas atividades.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde