O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Indígenas brasileiros na contemporaneidade

Primeiro e último
Muto antes da chegada dos portugueses ao Brasil, o território brasileiro já havia sido ocupado. Isso se deve à presença dos índios nativos. Entretanto, devido à chegada dos brancos esses povos foram perdendo suas terras e com elas, suas formas de sustento e lazer. Infelizmente, atualmente, os indígenas ainda sofrem as consequências desse triste episódio de desrespeito e do esquecimento.
O Governo brasileiro extinguiu a RENCA (Reserva Nacional de Cobre e associados), localizada nos estados do Pará e Amapá, com o objetivo de atrair investimentos para o setor de mineração. Além dos minérios, essas áreas possuem terras indígenas - que, de acordo com a lei, devem ser preservadas. Porém, visando o lucro, o Governo está prestes a destruir as fontes de sustento indígena, diversas tribos e o berço da cultura brasileira.
Além disso, a população indígena ainda sofre com os sistemáticos e violentos ataques arquitetados pela bancada ruralista, que tenta extinguir os direitos já adquiridos pelos índios. Esses fatos evidenciam a baixa eficiência dos mecanismos de auxílio ao índio - como a FUNAI. Ademais, é fundamental lembrar que todas as terras brasileiras são um legado dos índios e herdadas deles.
É evidente, portanto, que são necessárias medidas que visem a assegurar os direitos do índio. Assim, é papel da FUNAI, junto aos governos estaduais, a garantia das terras indígenas por meio da preservação de suas reservas e da destinação de guardas e fiscais às áreas suscetíveis a invasões. Além disso, cabe ao Governo Federal, o respeito e o asseguramento do direito indígena à terra, não extinguindo as áreas de preservação ocupadas por eles. Essas medidas são imprescindíveis para que, quem foi o primeiro a habitar as terras brasileiras não seja tratado como último na conquista dos direitos por elas.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!