O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Indígenas brasileiros na contemporaneidade

Em 1534, foram implantadas no Brasil o sistema de Capitanias Hereditárias, pela qual o país foi dividido em 14 lotes de terras entregues à donatários, representantes do rei de Portugal. Logo, o direito à terra dos nativos foram explorados pelos portugueses. Atualmente, ainda é possível observar que esse direito não é respeitado e, consequentemente, os índios enfrentam diversos conflitos.
Apesar de os indígenas serem os primeiros habitantes do Brasil, eles não foram considerados. Dessa forma, os territórios indígenas são invadidos a fim de se extrair fontes geradoras de dinheiro. Por isso, há revoltas entre nativos e garimpeiros, como aconteceu em 2004, na reserva localizada entre Rondônia em Mato Grosso, deixando 29 garimpeiros mortos. Por conseguinte, essa população tem muitos desafios e direitos a serem conquistados.
Desse modo, são diversos os impedimentos para que o problema se resolva. Como a escassez da presença dos índios em discussões de políticas públicas, falta de competência sobre a legislação da posse de terras, defendida pela Constituição de 1988, e a falta de respeito dos cidadão urbanos e rurais perante esse povo. Pois, além da propriedade das terras, é necessário a preservação da cultura indígena.
Portanto, medidas são necessárias para resolver o impasse. O Governo Federal deveria dar mais oportunidades para os índios participarem das decisões públicas, realizando assembleias a fim de discutir a questão indígena, para que haja melhorias na competência da aplicação das leis. De acordo com Immanuel Kant, o ser humano é aquilo que a educação faz dele. Logo, o Ministério da Educação poderia implantar nas escolas eventos com a participação de indígenas, para que os alunos tenham contato com as línguas, costumes e tradições dessas tribos. Assim, formaremos cidadãos sem preconceito e mais altruístas.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!