O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Indígenas brasileiros na contemporaneidade

Em 01 de maio de 1500, Pero Vaz de Caminha direcionou uma carta ao rei D. Manuel contando os feitos do "descobrimento" e sobre um povo que deveria ser catequizado e civilizado perante o modelo da sociedade europeia: os índios. Passados 500 anos desse fato marcante, até hoje os índios enfrentam obstáculos para tentar manter sua cultura viva e apesar de a Constituição de 1988 assegurar seus direitos, a situação ainda é alarmante, principalmente com relação aos conflitos agrários que enfrentam em suas terras e aos preconceitos ainda constantes na sociedade. Assim, faz-se fulcral discutir tais problemas e buscar as soluções cabíveis.
Em primeiro lugar, é importante salientar que os conflitos relacionados à terra é o principal problema para a manutenção da cultura indígena. Nesse contexto, devido ao avanço agrícola, principalmente nas regiões centro-oeste e norte do país, diversas lutas são noticiados diariamente entre grandes latifundiários de terra e os índios, fato esse que causa violência, miséria e mortes. Com isso, os indígenas encontram dificuldades para sobreviver, seguir seus costumes e manter sua identidade cultural, muitas vezes tendo que abrir mão das suas terras e rumando em direção às grandes cidades em busca de subsistência. Em suma, a disputa por terras é um problema e tem que ser resolvida.
Ademais, o preconceito e falta de valorização da cultura dos índios ainda é uma constante na sociedade brasileira. Com relação a isso, as crianças, por exemplo, só conhecem os índios no dia 19 de abril, data que tem intuito de valorizar a diversidade indígena, mas que na prática não passa de enfeites e danças infantis sem o devido aprofundamento por parte dos professores sobre as raízes e importância dos índios, o que faz com que os jovens cresçam sem fundamentos sobre a riqueza e diversidade encontradas nas mais variadas tribos do país. Além disso, a imagem estereotipada dos índios preguiçosos, pelados e selvagens ainda encontra-se presente na sociedade, desde os tempos da famosa carta de Pero Vaz que citava as vergonhas dos indígenas como algo nefasto e hoje serve como manual do índio "perfeito".
Torna-se evidente, portanto, que medidas devem ser tomadas para resolver o problema. Assim, cabe ao Ministério Público atuar em conjunto com ONG’s que busquem assegurar os direitos dos povos indígenas, com objetivo de garantir a posse da terra. Para isso, é necessário investir em fiscalização nas regiões que ainda estão em processo de demarcação. Tal fiscalização seria feita por pessoas competentes, as quais seriam levadas às localidades para fazer análise de campo e uso de drones de monitoramento para verificar possíveis focos de confrontos e reportar para as autoridades cabíveis adotem as devidas providências, como aplicações de multas e, em casos mais extremos, responder judicialmente pelo ato. Essa ação teria extrema importância na garantia dos direitos indígenas, pois com o devido acesso à terra, as populações seguiriam suas tradições e não seriam obrigados a abandonar suas aldeias em busca de subsistência nas cidades.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!