O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Indígenas brasileiros na contemporaneidade

O movimento modernista no Brasil, no intuito de evidenciar a verdadeira identidade nacional, colocou o índio como figura crucial nesse processo. No entanto, fruto de raízes históricas colonizadoras, a comunidade indígena tem enfrentado sérios problemas que afetam seus direitos enquanto cidadãos e agentes formadores da cultura brasileira. Nesse sentido, a visibilidade indígena bem como os dispositivos que lhes são assegurados pela Carta Magna de 1988 está ameaçada por um passado etnocêntrico e pela concentração fundiária no país.

É preciso elencar, em primeira análise, que a visão de superioridade de uma cultura sob a outra ainda persiste no Brasil. Acerca dessa lógica, os costumes e a linguagem aborígene ainda são abordados sob uma ótica caricata e folclórica, lembrada somente em datas como o Dia do Índio e o folclore. Nesse ínterim, muito subjugada nos moldes da chegada dos portugueses ao Brasil, em 1500, percebe - se que esse cenário etnocêntrico pouco se modificou o que corrobora, portanto, na invisibilidade indígena no cerne das relações sociais.

De outra parte, o avanço da fronteira agrícola e a burocratização nos processos de demarcação territorial só confirmam a exclusão do índio. Partindo da perspectiva do filósofo Rousseau, "a terra é a causa da miséria humana". Assim sendo, estabelece - se, em analogia que a concentração fundiária no Brasil, crescente em escalas substanciais, expropria os aborígenes de suas terras para o cultivo da soja e manutenção da pecuária, essencialmente no Centro ? Oeste. Nesse ínterim, além de negligenciar os direitos assegurados na Constituição Federal em função de interesses econômicos dos grandes latifundiários, torna - os vulneráveis às ações violentas de posseiros sob custódia dos fazendeiros.

Urge, portanto, a necessidade de garantir à comunidade indígena a devida visibilidade e direitos. Para isso, é dever da Escola incluir na matriz curricular discente a disciplina de Cultura Indígena, com o fito de frisar seus aspectos e reconhecê - la como cultura formadora da nossa identidade e costumes. Ademais, cabe ao Poder Judiciário, em ação conjunta com a União fiscalizar o cumprimento da legislação no que tange à demarcação de terras para os nativos, no intuito de garantir o direito à propriedade para que possam manter viva sua cultura e seus costumes como estabelecido em lei. Assim, será possível se desprender das amarras históricas e reconhecer o verdadeiro retrato do Brasil como fizeram os poetas modernistas.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!