O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Indígenas brasileiros na contemporaneidade

Tema: O legítimo bom selvagem

Segundo a óptica do francês Rosseau, o homem nasce bom e
assim permanece enquanto se mantém na natureza. Condição
perceptível nos anos anteriores ao processo de colonização bra-
sileiro. O que contrasta com a atual situação de abandono e
desrespeito ao herói nacional, ascendido por Peri, personagem
de José de Alencar.
As transformações vistas nos séculos XVI e XVII tiveram in-
fluência direta na forma como vivem os indígenas atualmente.
Através das práticas do escambo e posteriormente a escravi-
dão, os índios foram sendo retirados da pacífica condição de vida
e lançados aos moldes europeus. Fato que comprova o atraso
ao reconhecimento do índio como detentor de direitos e defesa
da sua forma de vida, que ocorreu apenas em 1988 na Consti-
tuição recém-promulgada.
Outrossim, é questionável a forma como 900 mil indígenas,
segundo dados apontados pelo IBGE, vivem hodiernamente. Por
meio do desmatamento para atividades agropecuárias, muitos
índios migraram para os centros urbanos, sendo propensos ao
processo de aculturação, muitas vezes pela demonização precon-
ceituosa de suas práticas. Haja vista que, parte deles que ainda
se mantêm nos matos, alimentam os altos índices de mortalidade
infantil e de abandono social.
Destarte, é perceptível a forma como a base da colonização
brasileira influi na subordinação e possível desaparecimento de raças.
O que denuncia a urgência de ações do Ministério da Cultura na
ascensão do Dia Nacional do Índio com valorização da sua cultura.
Em tempo que, a FUNAI deve ter sua representação nos órgãos
governamentais visando a proteção e garantindo as áreas de
vivência dos legítimos brasileiros.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!