ENTRAR NA PLATAFORMA
Inclusão de autistas no Brasil

A Declaração Universal dos Direitos Humanos, de 1948, de-
fende a manutenção do respeito entre os povos de uma mesma nação. No entanto, no cenário brasileiro atual, ob-
serva-se justamente o contrário, quanto à questão da inclusão de autistas na sociedade brasileira. Nesse contexto, torna-se evidente como causas a insuficiência legislativa, bem como a má influência midiática.
Em primeiro plano, pode-se apontar como um empecilho ao fortalecimento de uma solução a insuficiência legislativa. Conforme Pierre Bourdieu, o que foi criado para ser instrumento de democracia não deve ser convertido em mecanismo de opressão. Nessa perspectiva, pode-se observar que a mídia, em vez de promover debates que elevem o nível de informação da população, influencia na consolidação do problema.
Já em uma segunda análise, convém observar que é de suma relevância nessa temática, á má influência midiática. Sob essa lógica, o imperativo categórico, de Kant, preconiza que o indivíduo deve agir apenas segundo a máxima que gostaria de ver transformada em lei universal. Entretanto, no que diz respeito aos métodos de inclusão dos autistas, há uma lacuna no dever moral.
Dessa maneira, é necessário que o governo, em parceria com o Ministério da Educação financie projetos educacionais nas escolas, por meio de ampla divulgação midiática, com propaganda televisivas, entrevistas em jornais e debates entre professores e alunos. Nesse sentido, por intermediário de tal medida deve ser o diagnóstico das carências em cada ambiente escolar e, posteriormente, erradicação do problema. Ação que, iniciada no presente, é capaz de modificar o futuro de toda sociedade brasileira.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde