O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Inclusão de autistas no Brasil

O Brasil desde a República Velha apresenta sérios problemas em relação à educação básica.Entretanto, tal situação se agrava ao tratar-se de grupos minoritários como os indivíduos portadores de autismo que, em razão da negligência dos agentes governamentais e da discriminação, encontram desafios em se inserir na sociedade.Em vista disso, faz-se mister o debate acerca dessa problemática.



Inicialmente, vale destacar a negligência estatal quanto ao ambiente e à infraestrutura escolar. Nesse seNtido,segundo a pedagoga Maria Teresa Égler, o papel da escola não é apenas de ensinar grandes disciplinas,mas também de participar decisivamente no estabelecimento de padrões de convivência social.Isso posto, a escola é um fator indispensável no desenvolvimento das habilidades sociais de pessoas autistas,no entanto, a educação básica carece de estrutura capaz de acolher e suprir as necessidades dessa minoria.Como consequência, esse grupo tem extrema dificuldade em se inserir na sociedade e principalmente no mercado de trabalho.



Outrossim, o filme "Extraordinário"conta a história de Albert Pullman,um garoto que nasceu com uma deformidade facial e, em razão disso,sofria discriminação e exclusão por parte de seus colegas de classe. De maneira análoga, apesar do tema ser muito difundido no ambiente escolar, o estranhamento e o bullying em relação às minorias é frequente no cotidiano brasileiro,pois, segundo o portal de notícias G1,cerca de 30% dos brasileiros afirmam ter sofrido algum tipo de preconceito.Consequentemente, o trauma e os medos,provenientes de tais abusos, afastam esse grupo do convívio em sociedade e agravam seu estado sicológico



Diante dos fatos supracitados, faz-se mister que o Ministério da Educação promova um ensino básico capaz de atender as necessidades de portadores do autismo,através de aulas com profissionais capacitados, apoio psicológico e material didático adaptado, a fim de permitir a inclusão dessas pessoas na sociedade e no mercado de trabalho. Além disso, o Ministério da Educação, em parceria com o Ministério das Comunicações, deve informar e conscientizar pais e filhos à respeito da condição do espectro autista, através de palestras com psicológos  nas escolas, campanhas televisivas e na internet, com o propósito de desconstruir qualquer forma de preconceito à tais indivíduos, como também ensinar a lidar com as necessidades especiais dessas pessoas.Desse modo, a inclusão de autistas deixará de ser um desafio no Brasil

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!