O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Inclusão de autistas no Brasil

Na série televisiva "The good doctor", o protagonista Shaun Murphy é um jovem médico autista,que enfrenta diversos desafios em seu trabalho,sendo julgado em diversos momentos como incapaz. Fora da ficção,é inegável que inúmeros brasileiros pertencentes ao espectro autista também sofrem para se inserir na sociedade,principalmente,devido a uma construção escolar limitadora e ao desconhecimento da populaçãoe sobre o transtorno do espectro autista (TEA).


A princípio,deve-se analisar que a escola é de extrema relevância ao ser humano,uma vez que possibilita desde cedo a socialização dos indivíduos. Nesse contexto,o educador Rubem Alves acreditava que "Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas",sob esse viés,existem instituições de ensino que julgam,por exemplo,um aluno autista como alguém que não será capaz de aprender tanto quanto os outros  alunos e,assim,não proporciona mecanismos adequados à formação intelectual desse.Dessa maneira,cria-se uma visão limitada,a qual prejudica a integração dos portadores do TEA com o restante do grupo.


Além disso,existe o desconhecimento por diversas pessoas sobre os diferentes graus do espectro. Nesse sentido,muitos indivíduos,como os portadores da Síndrome de Asperger,são incompreendidos dentro da própria família,fazendo que não tenham acesso ao tratamento adequado.Sob essa perspectiva,o filósofo Francis Bacon defendia que "Saber é poder", desse modo,uma vez que determinada família suspeitasse que o filho faz parte do espectro,seria possível que ela buscasse ajuda profissional para auxiliar esse indivíduo a se inserir na sociedade.


Portanto,as dificuldades para inserção dos autistas na sociedade,estão relacionadas,essencialmente,com a escola e a ausência de conhecimento do transtorno por muitos. Para a conscientização da população brasileira a respeito do problema,urge que o Ministério da Educação promova,por meio de verbas governamentais, palestras com profissionais como psicólogos e psiquiatras em instituições de ensino que alerte tanto os alunos quanto os professores e os pais sobre como lidar com os integrantes do espectro. Dessa forma,será possível diminuir o preconceito e a desinformação existentes e integrar esses na sociedade.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!