ENTRAR NA PLATAFORMA
Impactos do Agronegócio na saúde

   Entende-se que desde o período da Grécia Antiga, a agricultura já se fazia presente sendo o maior setor de economia da época, ocorrendo de forma natural sem a presença de substâncias químicas. No entanto, no Brasil, o uso de agrotóxicos segue sendo desenfreado, mesmo sendo uma fonte lucrativa, o excesso de agrotóxicos e fertilizantes pode trazer grandes impactos para a saúde da população. Sendo assim, é de vital importância averiguar quais as consequências que tal problemática traz para a nação brasileira.


    Primordialmente, vale ressaltar que segundo o filósofo Arthur Schopenhauer, o maior erro que o ser humano pode cometer é sacrificar a sua saúde a qualquer outra vantagem. No entanto, o Brasil é um dos maiores consumidores de agrotóxicos, cujo muito usado na produção do setor primário para o combate de pragas que impedem o desenvolvimento das lavouras. Tal fato coloca em risco não somente a saúde da população brasileira, mas também compromete quem consome as matérias primas exportadas. Ademais, os produtores rurais são diretamente os mais afetados ao terem contato com a substância quando a tal é usada nas plantações. Muitos não usam os devidos equipamentos indicados para proteção contra intoxicação do veneno, estando então expostos a um dano ainda maior à saúde.


    Outrossim, é importante também salientar que conforme a biologia, a maior concentração de fertilizantes e agrotóxicos sempre será maior no ser que ocupa a última colocação na cadeia alimentar, pois o mesmo carrega em seu organismo toda substância que estava presente em outros corpos. Sendo assim, o homem não tendo um predador natural é considerado então o maior consumidor de agrotóxicos, chegando a consumir 7,6 litros por ano de acordo com a associação brasileira de saúde. Como consequência, surgirão diferentes tipos de doenças como o câncer, alergias respiratórias, problemas cardíacos, entre outras que podem levar o indivíduo a óbito.


   Destarte, medidas são necessárias para solucionar o impasse. Dessa forma, é de devida importância que o ministério da saúde juntamente com o ministério do meio ambiente promova métodos para substituição dos agrotóxicos.  Para melhor detalhamento, seria necessário analisar melhor quais pragas prejudicam o desenvolvimento das lavouras e aplicar no local predadores das quais. Dessa maneira, os empecilhos seriam eliminados sem o uso do veneno, não prejudicando assim o solo, animais e pessoas. Logo, os impactos seriam atenuados e agricultura cresceria assim de modo natural e sustentável como na Grécia Antiga.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde