ENTRAR NA PLATAFORMA
Impactos do Agronegócio na saúde

Nas histórias em quadrinhos do Batman, Hera Venenosa se preocupa em manter as suas plantas vivas e belas. Assim como a personagem fictícia, o agronegócio também deseja proteger suas plantações, além de obter frutos de boa aparência. No entanto, para realizar esse feito, ele faz uso de agrotóxicos, substâncias químicas que causam impactos negativos na saúde da população.
Quando o número de agrotóxicos validados cresce, a quantidade de intoxicações também aumenta. Isso aconteceu em 2018, no Brasil, quando o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) aprovou o uso de 450 agrotóxicos e as notificações de doença subiram de 12.797 para 15.107 casos. Desse modo, assim como a Branca de Neve adoeceu, nos contos de fada, após comer uma maçã envenenada, os brasileiros também podem adquirir enfermidades depois de comer uma fruta.
Além disso, o uso de agrotóxicos se relaciona com a obesidade, porque barateia o custo das matérias-primas de alimentos industrializados. Tal fato estimula pessoas, principalmente as mais pobres, a praticarem o consumismo que, segundo o sociólogo Zygmunt Bauman, constitui uma das características dos tempos atuais. Dessa forma, a população passa a comprar e a ingerir produtos industrializados com maior frequência e, consequentemente, correm o risco de se tornarem obesas.
Portanto, se faz necessário que o Mapa diminua a quantidade de substâncias químicas utilizadas nas lavouras do agronegócio. Isso pode ser feito através da proibição de agrotóxicos, principalmente aqueles que são mais nocivos à saúde da população, com o fito de tornar a alimentação brasileira menos tóxica. Pois, se na história da Branca de Neve há um final feliz, na realidade pode não haver.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde