ENTRAR NA PLATAFORMA
Impactos do Agronegócio na saúde

                                        Tema: “Impactos do agronegócio na saúde”


 


 


            Desde o período colonial, o país possui uma forte economia agrária, visto que, em sua história, houveram o ciclo da cana-de-açúcar, o ciclo do café e, recentemente, a consolidação do Brasil como o maior exportador de soja do mundo, reafirmando a importância do agronegócio para a economia. Contudo, a produção agrícola tem causado impactos à saúde não só de humanos mas também do ecossistema aquático pelo uso de agrotóxicos e fertilizantes.


             Em princípio, ao debater sobre os impactos do agronegócio, é necessário atentar-se aos agrotóxicos, os quais são usados para evitar danos às plantações, porém causam prejuízos à saúde, por via direta do consumo dos alimentos contaminados pela substância ou por bioacumulação, pois são produtos não biodegradáveis que quando chegam à água, as contaminam e se acumulam nos organismos dos animais marinhos, aumentando suas concentrações respectivamente ao nível trófico do animal, consequentemente alcançam os seres humanos que consomem peixes carnívoros com alta quantidade de matéria tóxica e acumulam ainda mais toxinas, ficando expostos ao risco de desenvolvimento de diversas doenças.


            Além disso, para realizar a agricultura, utilizam-se dos fertilizantes para enriquecer o solo e torná-lo propício à cultivação, abastecendo-o de minerais e nutrientes. Entretanto, esses produtos causam a eutrofização dos corpos d’água devido ao excesso de nutrientes que chegam a eles e multiplicam exageradamente as algas, as quais precisam consumir muito oxigênio, causando a falta dele no ambiente, implicando assim na morte de outros organismos marinhos.


             Portanto, cabe ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento promover a diminuição do uso de agrotóxicos, por meio de políticas públicas que incentivem a substituição desses produtos pelo controle biológico natural, em que as pragas presentes nas plantações são combatidas por seus inimigos naturais, com o intuito de melhorar a qualidade dos alimentos, preservando a saúde humana e dos animais. Ademais, é função do Ministério do Meio Ambiente combater os prejuízos do agronegócio à biodiversidade do ecossistema aquático, por intermédio de políticas que fomentem a produção apenas em solos propícios para o cultivo e que não necessitem da adição de fertilizantes, a fim de garantir a sobrevivência dos animais marinhos.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde