ENTRAR NA PLATAFORMA
Impactos do Agronegócio na saúde

Propagandas que valorizam o agronegócio são recorrentes nas emissoras televisivas, como a "Agro é tech, agro é pop" na Rede Globo. No entanto, essa valorização deve ser questionada, uma vez que o agronegócio causa impactos negativos na saúde da população. Cabe entender, portanto, como o sistema capitalista e o descaso governamental são responsáveis por perpetuar a problemática.
Inicialmente, é importante destacar que o capitalismo funciona como impulsionador do impasse. Isso porque, segundo Adorno Theodor, a Indústria Cultural, pertencente ao capitalismo, produz apenas visando o lucro, conforme o padrão de gosto da massa. Sob essa ótica, com a finalidade de aumentar o consumo e, assim, obter mais capital, agricultores bombardeiam os alimentos de agrotóxicos, na medida em que esses tornam sua aparência agradável e aumentam a produção. Dessa maneira, com a elevada compra desses produtos, o cidadão torna-se vulnerável a enfermidades, como câncer, devido às substâncias nocivas à saúde nesses alimentos.
Do mesmo modo, é válido salientar que o problema deriva, ainda, da negligência governamental. Isso pois, de acordo com o filósofo grego Aristóteles, a função da política é manter o equilíbrio e o bem-estar social. Entretanto, quando se observa o atual cenário do agronegócio, percebe-se que o ideal aristotélico encontra-se defasado, dado que o governo libera agrotóxicos continuamente e, além disso, não investe na agricultura orgânica. Posto isso, é evidente que o bem-estar da sociedade é afetado, já que problemas reprodutivos e distúrbios comportamentais são consequências diretas da ingestão de insumos agrícolas.
Logo, urge que medidas sejam tomadas. À vista disso, cabe o Ministério da Saúde - responsável pela administração e manutenção da saúde pública do país - mostrar os impactos negativos do uso de agrotóxicos nos alimentos, por meio de palestras e campanhas nas redes sociais, visto que esse veículo midiático alcança diversos públicos, a fim de que haja redução no consumo de produtos nocivos à saúde. Além do mais, o Governo, instância máxima federal, deve investir na promoção de alimentos orgânicos, mediante a devida assistência à Agricultura Familiar, com intuito de que o ideal aristotélico faça parte do cenário brasileiro.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde