ENTRAR NA PLATAFORMA
Impactos do Agronegócio na saúde

 De acordo com a Constituição Federal- promulgada no dia 5 de outubro de 1988 pela Assembleia Nacional Constituinte, a saúde e o bem estar é direito de todos os cidadãos. Entretanto, o cenário visto pelos impactos do agronegócio na saúde impede que isso aconteça na prática, devido, não só às doenças causadas pelo consumo de alimentos com agrotóxicos, como também à falta de subsídios para a agricultura orgânica. Nesse contexto, evidência-se a necessidade de serem tomadas atitudes pelas autoridades competentes para reverter essa problemática.


 Em primeiro lugar, pode-se observar que atualmente o Brasil está vivendo um período de superprodução de alimentos com alto índice de agrotóxicos. De acordo com o Ministério da Saúde, em 2018, foram comfirmados cerca de 12.000 casos de intoxicações. Além disso, a ingestão desses alimentos além de intoxicação pode causar câncer de mama, danos ao fígado, problemas na tireoide, dentre outras doenças. 


 Outrossim, é a escassez de subsídios na agricultura orgânica em comparação com à oferta de recursos alocados para o agronegócio, o que torna o preço dos produtos com agrotóxicos mais rentáveis, resultando na compra excessiva desses produtos pela maioria dos brasileiros por causa não só dos preços, como também da aparência mais atraentes  dos produtos o que consequentemente ocasiona no alto consumo de alimentos  ricos em agrotóxicos.


 Em suma, diante dos argumentos supracitados faz-se necessário que o Ministério da Agricultura recorra à substituição de agrotóxicos por outros menos perigosos e coloque em efeito medidas sustentáveis por meio de parcerias com indústrias produtoras de alimentos, a fim de ampliar o desenvolvimento da agricultura orgânica que é cientificamente correta. Assim sendo, os riscos e doenças causadas pelo uso de agrotóxicos serão revertidas.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde