ENTRAR NA PLATAFORMA
Impactos do Agronegócio na saúde

  O agro sempre esteve presente na sociedade. No Brasil, segundo dados divulgados pelo CEPEA, aproximadamente 22,15% do PIB é gerado pelo agronegócio. Apesar da grande importância na economia brasileira, esse conjunto de atividades econômicas e industriais, tende a provocar inúmeros impactos na saúde da população. Nesse sentido, convém analisar as principais consequências e possível solução para esse impasse.


  Com a Revolução Verde, a fim de aumentar a produtividade, se tornou cada vez maior o uso de agrotóxicos na agricultura. Comumente relacionados à diversas doenças e disfunções, o uso irresponsável de tais produtos pode ser causador de um alto número enfermidades. Como intoxicações, problemas cardiovasculares, reprodutivos, e distúrbios comportamentais.  


   Além disso, vale ressaltar os danos à saúde causados pelas disputas por terra impulsionadas pelo agronegócio. As desavenças que podem envolver famílias, grandes empresas, e também tribos indígenas, não raramente, terminam em agressões e mortes. Segundo a Pastoral da Terra, o Brasil é recordista em violência no campo, com mais de 65 óbitos apenas no ano de 2017.


  Sendo assim, os cidadãos devem optar por produtos orgânicos, os pequenos e grandes produtores devem aumentar a produção livre de agroquímicos. Para, aos poucos, erradicar o uso de tais produtos e consequentemente, os estragos causados por eles. No que diz respeito aos conflitos por propriedade, a fim de resguardar a integridade física das pessoas, o Estado deve, por meio da criação de políticas mais rígidas, aumentar a fiscalização e punição dos envolvidos.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde