ENTRAR NA PLATAFORMA
Impactos do Agronegócio na saúde

Na obra "Utopia",do escritor Thomas More,é retratada uma sociedade perfeita,na qual o corpo social padroniza-se na ausência de conflitos e problemas.No entando,o que se observa na realidade contemporânea,é o oposto do que o autor prega,uma vez que os impactos do agronegócio na saúde representam barreiras,as quais dificultam a concretização dos planos de More.Esse cenário antagônico é fruto tanto da ausência de leis rígidas,quanto da liberação de agrotóxicos.Diante disso,torna-se fundamental a discussão sobre esses aspectos,a fim do pleno funcionamento da sociedade.


Antes de tudo,é fulcral pontuar que a falta de leis rígidas para o elevado uso de agrotóxicos nas lavouras,deriva da baixa atuação dos setores governamentais,no que concerne à criação de mecanismos que coíbam tais recorrências.Segundo o pensador Thomas Hobbes,o Estado é responsável por garantir o bem-estar da população,entretando,isso não ocorre no Brasil.Ademais,à falta de atuação das autoridades,as leis frouxas no que concebe os agricultores a usarem um elevado nível de agrotóxicos nas lavouras,faz com que os  latifundiários monocultores,passem do limite de seu uso para o aumento da produtividade,refletindo em danos á saúde humana e ao meio ambiente,já que os agrotóxicos em excesso são maléficos.Desse modo,faz-se mister a reformulação dessa postura estatal de forma urgente.


Outrossim,é imperativo ressaltar que a liberação de agrotóxicos é um promotor do problema.A esse respeito,dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que o aumento de casos de pessoas com cancêr está relacionado com o alto teor de  defensivos agrícolas na alimentação.Partindo desse pressuposto,a liberação de novos agrotóxicos são direcionados para combater as pragas das lavouras,que ficaram resistentes aos agrotóxicos já aplicados,fazendo uma nova aplicação com  defensivos agrícolas mais fortes,causando um elevado nível de agrotóxicos nos alimentos do dia a dia,aumentado os casos de doenças e de pessoas infectadas com um alto teor de agrotóxico no metabolismo.Tudo isso retarda a resolução do empecilho,já que a liberação de defensivos agrícolas contribuem para aperpetuação desse quadro deletério.


Portando,atitudes para a reversão da problemática supracitada são necessárias.Para isso,o Ministério da Agricultura,como instituição regulamentadora do uso de agrotóxicos,por meio da ajuda poder Legislativo,deve criar leias mais rígidas no que concerne à aplicação de agrotóxicos nas lavouras,para que os alimentos consumidos não fiquem com um alto teor de  defensivos agrícolas,fazendo com que os consumidores tenham uma vida mais saúdavel,isso será feito através da fiscalização de agrônomos nas fazendas para conferir se o proprietário está cumprindo a lei.Desse modo,o fito de tal ação é que os impactos do agronegócio na saúde diminua gradativamente,assim,a coletividade alcançará a Utopia de More.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde