ENTRAR NA PLATAFORMA
Impactos do Agronegócio na saúde

                                                   Agro(tóxico ou orgânico)


     O agronegócio tem um papel fundamental na economia do Brasil. Sendo assim,as políticas públicas de apoio com subsídios agrícolas tende a ser ofertante. No entanto, em meio ao apoio estatal, está presente a liberação de agrotóxicos da mais alta complexidade a saúde humana, que pelo visto, não tem sido notada pelo poder público nos últimos anos. Por conseguinte, a saúde brasileira está ameaçada pelos fortes impactos que os agrotóxicos agrícolas tem a oferecer para sociedade.


     Em primeiro lugar, é notável a preocupação dos grandes produtores em aumentar a qualquer custo a produção agrícola brasileira, visto que os números monstram esses resultados frente a crescente produção do país comparado ao cenário global. Porém, para produzir em grande escala não é necessário apenas solo fértil e chuva períodica, mas, da utilização excessiva de agrotóxicos das mais variadas utilidades na lavoura no intuito de potencializar a excedente e combater possíveis pragas. No entanto, o rísco a saúde humana é posto em prática devido as doenças causadas ou potencializadas pelos agrotóxicos presentes em frutas e verduras vendidas ao consumidor. Uma prática abusiva, mas que necessariamente é permitida pelos Ministérios da Agricultura e Meio Ambiente. 


     Além disso, em outra análise, é visto uma desvalorização Estatal da cultura orgânica brasileira, pois, não há um incentivo físcal e produtivo por parte do Governo Federal, que opta pelo consumidor pagar barato e consumir agrotóxicos ao invés de buscar alimento saudáveis e totalmente orgânicos. As políticas públicas ao longo das décadas colocaram em segundo plano a produção familiar, responsáveis pela cultura orgânica em produzir alimentos, no intuito de satisfazer grandes produtores, dessa forma, colaborando para contaminação da sociedade dia após dia ao consumir os commodities  agrícolas usurpados de agrotóxicos.


     Fica evidente, portanto, a necessidade de mudanças frente a esse cenário assim como afirma Heráclito de Éfeso, "nada é permanente, salvo a mudança". Dessa maneira, os Ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente, devem incentivar a agricultura orgânica como meta fundamental de produção de commodities através de subsídios agrícolas com alto valores no intuito de provocar uma mudança de planos dos grandes produtores brasileiros. Ademais, a sociedade brasileira deve buscar consumir produtos de origens orgânicas como forma de mostrar maior preocupação com a saúde, e ao mesmo tempo pressionar grandes produtores a corrigir tais problemáticas do uso de agrotóxicos.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde