ENTRAR NA PLATAFORMA
Impactos do Agronegócio na saúde

                        No meio do caminho havia uma pedra


      Desde a Revolução Neolítica com a descoberta da agricultura, passando pela Revolução Verde, que introduziu a tecnologia no cultivo, até a hodiernidade, a agricultura sempre foi basilar na sobrevivência humana. Sob esse prisma, na atualidade, por um lado o agronegócio desenvolveu técnicas que permitiram o aumento da produção de alimentos e barateamento de custos. Por outro, o uso intenso de agrotóxicos coloca em xeque a saúde dos consumidores frente à utilização dos insumos.


      A Revolução Verde,ocorrida na década de 50, foi um marco no agronegócio ao desenvolver técnicas químicas como fertilizantes sintéticos,plantas transgênicas e agrotóxicos capazes de dar maior resistência às plantações. Nesse cenários, a produção de alimentos no mundo aumentou , bem como os cultivos se tornaram mais vistosos, aumentando o potencial mercadológico. Contudo, o uso de tais tecnologias nos alimentos demonstrou impactos nefastos na saúde dos cidadãos. De acordo dados da OMS, 200 mil pessoas morrem por ano vítimas de problemas gerados pelos agrotóxicos. Desse modo, o uso indiscriminado de insumos agrícolas constitui-se como algoz do bem-estar da população


    Indo mais adiante nessa reflexão, a força política da bancada ruralista no Brasil, formada por grandes proprietários de terra que praticam uma agricultura pautada no uso de agrotóxicos, impede o avanço legal de uma agricultura sustentável.Segundo estudos da EMBRAPA- Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária- o único modo de combater os impactos do uso exagerado de insumos é práticar uma agricultura que utilize os recursos de maneira consciente e racional. Logo, é condição sine qua non para a saúde da população, promover , por vias legais,uma agricultura sustentável.


     Destarte, tão importante quanto alimentar a população , é alimentar a população com alimentos de procedência segura. Para tanto, é necessário estimular uma agricultura que equilibre produtividade e baixo índice de contaminação. Para que isso ocorra, o Governo Federal em parceria com o Ministério da Fazenda e Agricultura deverá fomentar a agricultura familiar,por meio de subsídios financeiros, com a finalidade de aproveitar e explorar o potencial produtivo de pequenas e médias propriedade. Somado a isso, o Legislativo, em ação integrada com a ANVISA, deverá proibir o uso de agrotóxicos com alto nível de toxicidade. Assim, retirando as pedras do caminho, construir-se-á um bem-estar genuíno.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde