ENTRAR NA PLATAFORMA
Impactos do Agronegócio na saúde

No clássico infantil "Branca de Neve e os 7 anões," a protagonista, enganada por uma velha bruxa, morde uma maçã envenenada e entra em coma. De maneira análoga, o uso de agrotóxicos na produção de alimentos no país alcançou níveis alarmantes e coloca em risco a vida de pessoas e o meio ambiente.


Ademais, a princípio, cabe destacar que esse problema é derivado de interesses econômicos de grandes produtores. Desde a chamada Revolução Verde (movimento originado nos Estados na década de 60), herbicidas e pesticidas passaram a ser usados em larga escala, com o intuito de aumentar a produtividade e a lucratividade das lavouras. Nesse contexto, o Brasil é o país que mais consome defensivos agrícolas no mundo, segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e  Agricultura.


Outrossim, outro aspecto relevante que contribui para o agravamento dessa problemática é a falta de informação que a sociedade tem sobre o assunto. A campanha "O Agro é Pop" , por exemplo, veiculada pela rede Globo de televisão, enaltece a produção agropecuária do país, sem informar nenhum risco envolvendo o uso de defensivos agrícolas. Desse modo, a mídia age para reforçar a denominação de uma minoria rica sobre a maioria assalariada, corroborando a teoria marxista sobre a alienação dos sujeitos.


Portanto,nesse contexto, cabe ao Ministério da Fazenda criar novos impostos sobre o uso de defensivos agrícolas no país a fim de inibir o seu uso indiscriminado. Com o valor arrecadado o governo deve investir no tratamento das principais doenças causadas por agrotóxicos e, de modo complementar, em campanhas midiáticas para a informação da população.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde