O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Imediatismo da sociedade moderna e a dificuldade em lidar com as frustrações

No século XIX, com a advento da revolução industrial, o consumo foi incentivado a partir da produção de bens de consumo duráveis e não duráveis produzidos em larga escala. Com isso, criou-se uma sociedade alienada, imediatista, hedonista e hiperconsumista que se preocupa somente em satisfazer o seu prazer rapidamente, sem pensar nos problemas futuros. Além disso, esse estilo de vida gera populações marginalizadas, que não tiveram acesso aos produtos colocados no mercado e por consequência foram excluídas da economia.

Essas pessoas, lamentavelmente, são necessárias para a sociedade como mão de obra barata e também, para estabelecer um abismo diferenciador entre elas e os que consomem. Por que estes cidadãos são retirados da economia? Vivemos em um contexto mundial onde indivíduos acreditam que, o valor do ser humano está no consumir e não mais na sua moral, nos seus atos, no seu amor, ou seja o poder de consumo dita as novas regras sociais. Quem consome mais, tem mais valor. O darwinismo social, aparece claro na sociedade moderna.

Através da teoria de Charles Darwin, o ser mais adaptado consegue sobreviver, podemos observar que na nossa sociedade, indivíduos consomem mais para se sentir mais adaptados no que diz respeito a aceitação. Logo, temos como exemplo a vida de uma população hedonista e alienada, onde ela consume mais para se satisfazer e consumirá o mais rapidamente possível. Isso, sem se preocupar com o destino do produto descartado ou com qualquer problema ambiental causado pela exagerada quantidade de dejetos desprezados.

Diante disso, a nossa sociedade se tornou mais rápida, as pessoas acreditam e desacreditam muito rapidamente. As roupas, os gostos musicais, literários e até as religiões são consumidos, destruídos e descartados em um ritmo cada vez maior. Sendo assim, a educação familiar é o primeiro contato que a criança tem com os valores éticos e morais sobre o imediatismo e o consumismo. Logo, uma abordagem correta pelos pais sobre esses aspectos será de grande relevância para o futuro do jovem. Além disso, a educação escolar torna-se importante através de práticas educativas, como por exemplo: Um projeto elaborado que visa ensinar os alunos a noção de reciclagem e mostra as consequências do consumismo. Por fim, é preciso que o governo invista em palestras educativas, em empresas multinacionais, visando o consumo de forma mais racional.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!