O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Imediatismo da sociedade moderna e a dificuldade em lidar com as frustrações

   Na obra Memórias Póstumas de Brás Cubas do escritor brasileiro realista, Machado de Assis, a história de Brás é narrada por ele mesmo após sua morte, e o defunto autor - como se autodenomina - aponta a causa desta como sendo uma ideia fixa não concebida. De forma análoga à obra, é notório que tal situação não se restringe à literatura, mas faz-se presente na sociedade hodierna, em que o imediatismo está diretamente atrelado às decepções cotidianas. Tal circunstância é um imbróglio que se deve à liquidez moderna gerada pelo consumismo e pelas redes sociais e acarreta na dificuldade em vivenciar, de forma saudável, situações negativas. 


   Precipuamente, é fulcral pontuar que a ansiedade como característica marcante da sociedade pós-moderna é uma grande causa de transtornos psicológicos mais graves. Segundo o sociólogo polonês, Zygmunt Bauman, vivemos uma modernidade líquida, condição na qual as relações e os acontecimentos sociais são marcados pela mudança, pela fluidez e pelo imediatismo. Desse modo, pode-se afirmar que essa realidade implica diretamente na dificuldade em administrar problemas e crises individuais, uma vez que os indivíduos moldados por essas circunstâncias não desfrutam da eficácia de processos paulatinos na resolução de seus obstáculos.


   Ademais, convém relatar a influência nefasta do consumismo e das mídias nesse cenário problemático. Na canção "3° no plural", da banda Engenheiros do Hawaii, são denunciados o consumo massificado e a manipulação do público como formas de estratégia capitalista. É indubitável que o consumo exacerbado e as relações extremamente rápidas nas redes sociais têm corroborado para a imaturidade e o adoecimento mental da população, haja vista que favorecem a condição de ansiedade e ocorrem em função de garantir a prevalência hegemônica de empresas multinacionais. 


   Por tudo isso, é inegável que a situação acerca do imediatismo e da forma em lidar com problemas, é um ponto que carece de atenção. Nessa lógica, urge que o Ministério da Educação e Cultura em parceria com o Ministério da Saúde, promova um programa de aconselhamento psicológico e controle emocional que deverá ser aplicado em instituições de ensino médio e superior, por intermédio de profissionais devidamente qualificados. Para que o projeto seja plenamente inclusivo, este deverá ser divulgados nas mídias sociais e demais canais de comunicação. Tudo isso a fim de promover aos indivíduos o pleno controle sobre sua consciência e evitar que a realidade de Brás Cubas seja frequente.   


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!