O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Imediatismo da sociedade moderna e a dificuldade em lidar com as frustrações

No filme ''Parasita'', ganhador do Oscar de 2020, um dos protagonistas afirma que todo tipo de plano falhará, pois a vida não pode ser planejada. Em semelhança com a realidade, a frustração atinge as pessoas quando algo dá errado (ou melhor, sai do planejado), e o sentimento de imediatismo apenas piora essa sensação porque as faz querer coisas num tempo fora do seu alcance. A idealização da vida nunca será como orquestrada, por isso é importante saber lidar com o imediatismo e a frustração, consequências da ansiedade advinda das redes sociais e da influência midiática.


Em primeiro plano, a inquietação gerada pela tecnologia atualmente contribui para a persistência do problema. De acordo com uma palestra do professor Pedro Calabrez, o Instagram, o Facebook e afins são programados para que o usuário permaneça neles. As notificações — likes, comentários e visualizações — dão uma falsa sensação de felicidade, causando ansiedade, já que ver o número de curtidas se torna uma necessidade real associada a uma sensação de prazer. Uma vez absortos pelas rede sociais, as pessoas tendem a achar que tudo a sua volta acontece na mesma velocidade, o que é simplesmente uma ilusão.


Outrossim, a influência midiática é outro fator latente para a causa do problema. Em uma música da estrela Ariana Grande, ela canta: ''I want it, I got it''. Trata-se, portanto, sobre querer e ter no mesmo instante. Na televisão e na indústria cinematográfica e musical isso é muito presente; os vendedores tentam convencer os consumidores de que precisam de algo, e que se não o tiverem, estarão perdendo alguma coisa. Dentro de comerciais e propagandas, por exemplo, tal fenômeno é notório. Assim, é possível perceber como a sociedade é impulsionada a agir conforme suas vontades imediatas, sem pensar nas consequências e frustações que serão geradas a partir disso.


Então, uma intervenção faz-se necessária. Cabe aos sistemas de ensino introduzirem o tema ''ansiedade'' — cada vez mais recorrente e presente na vida dos jovens, e importante para o entendimento do imediatismo — nas aulas de sociologia e biologia, por meio de debates e atividades curriculares. Dessa forma, os alunos aprenderão como a frustração surge e saberão lidar melhor com ela, uma vez que compreendem: que nem tudo pode ser controlado e que adversidades engrandecem o ser humano. Logo, por metáfora, os estudantes irão entender que entre plantar e colher, existe o regar e esperar.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!